O Manchester United assegurou hoje que o futebolista inglês Wayne Rooney «não está à venda», apesar dos rumores apontam uma vontade do jogador em deixar o clube, seguindo o exemplo de Alex Ferguson.

Depois do anúncio da saída do treinador escocês do comando do Manchester, a imprensa inglesa tem adiantado que o avançado, de 27 anos, manteve, há duas semanas, conversas informais com Ferguson, em que sugeriu que estaria na altura de «tentar a sua sorte» longe de Old Trafford.

No entanto, o clube emitiu hoje um comunicado que informa explicitamente que Rooney «não está à venda» e que o jogador deverá por isso cumprir os restantes dois anos previstos no seu contrato.

Depois de ter falhado a titularidade na frente de ataque do Manchester United no segundo jogo com o Real Madrid na Liga dos Campeões, o internacional inglês tem-se manifestado descontente com a sua condição no clube, mas a imprensa inglesa considera que a especulada eleição de David Moyes, como substituto de Ferguson, poderá inverter a situação.

Moyes treinou Rooney durante a sua estreia com 18 anos na primeira liga inglesa ao serviço do Everton, entre 2002 e 2004, e poderá ser o elemento que segure o jogador em Manchester nas próximas épocas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.