O lateral esquerdo, Royston Drenthe, revelou numa entrevista à revista holandesa Helden que teve várias discussões em campo com Lionel Messi e chega mesmo a acusar o argentino do Barcelona de insultos racistas.

«Sabem o que me incomodava mais? O tom com que ele dizia em campo negro, negro», começou por dizer o jogador do Real Madrid emprestado ao Everton.

«Eu sei que negro é um termo comum na América do Sul, mas nós não podemos suportar isso. Mahamadou Diarra, então meu colega de equipa no Real Madrid, explodia caso alguém o chamasse de negro. Os  argentinos Gabriel Heinze e Gonzalo Higuain costumavam falar assim durante os treinos, mas o clube acabou por proibir», acrescentou Drenthe.

O jogador holandês representou o Real Madrid entre 2007 e 2010, tendo sido emprestado ao Hércules entre 2010 e 2011. De acordo com Drenthe, o pior episódio de insultos racistas terá ocorrido na vitória do Barcelona sobre o Hércules por 2-0 em 2010. Em pleno Camp Nou, Messi terá chamado Drenthe de negro várias vezes.

«Quando o Hércules defrontou o Barcelona, eu discuti com Messi em campo. Então ele me deu a mão e disse várias vezes 'olá, negro'», revelou Royston Drenthe.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.