O «cabelo prateado», com «lábios tão beijáveis e só um pouquinho petulantes», «melancólico, arrogante, divino» e com «aquele sotaque», eis a visão de várias colunistas inglesas sobre José Mourinho. O treinador não causa só o reboliço junto da imprensa especializada, como entre as mulheres, agora mais 'happy' com o regresso do 'Happy One', que não deixa de ser 'Special', a Londres.

«Quando Mourinho anda por perto, o país inteiro sobe a fasquia. É como se estivéssemos aborrecidos num jantar qualquer e de repende - Ora viva! - um convidado extremamente bonito, talvez um pouco endiabrado, mas muito divertido, chega incrivelmente atrasado, com um olhar malicioso e uma proposta para um jogo algo escabroso e picante escrito no seu caderninho de apontamentos», escrevia Polly Vernon no The Times a 6 de junho.

O ar arrogante do técnico português parece ter 'caído no goto', conferindo-lhe o charme necessário junto do sexo oposto. «Ele é o único treinador que faz sombra, em matéria de beleza, a uma equipa inteira de futebolistas», frisava a colunista do The Daily Express, Jennifer Selway a 8 de junho.

Há quem vá mais longe e nem hesitasse em trocar um familiar pela atenção de Mourinho. «Num dia apropriado, acho que trocaria de bom grado alguns dos meus familiares mais entediantes por uma tarde livre passada com o José. Não me orgulho em dizer isto, claro, mas isso reflete simplesmente a irracionalidade do desejo», deixava claro Marina Hyde, do The Guardian.

Fiona Phillips, do The Daily Mirror, assume que Mourinho foi «a razão de renovar os bilhetes da época do Chelsea». «No que toca a entrevistas, eu sou a Special One. Se me concederes esse privilégio, verás logo porquê».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.