José Mourinho, treinador do Tottenham, ficou muito preocupado com a convocatória de Gareth Bale à seleção gaulesa, tendo inclusivamente dito que podiam "destruir o o trabalho dos spurs" - referindo-se à recuperação do avançado.

Gregg Berhalter, adjunto de Ryan Giggs na seleção galesa, garante que Bale será tratado com todos os cuidados.

"Compreendo a preocupação do José [Mourinho] porque eu também já fui treinador de um clube. Nós estamos a pedir os jogadores dele emprestados para que possam jogar pelo País de Gales e vamos cuidar deles. Não vamos desfazer qualquer trabalho que tenha sido realizado ao nível do clube, seja com Gareth Bale ou com qualquer outro. Somos responsáveis e acreditamos que temos uma preparação de jogos ao nível da elite", disse Berhalter, que vai liderar a equipa depois de Ryan Giggs se ter visto envolvido numa acusação de violência doméstica, tendo sido inclusivamente sido detido.

Desde que regressou ao Tottenham, proveniente do Real Madrid, Gareth Bale ainda não completou sequer um jogo completo e José Mourinho teme que o seu jogador seja utilizado em três partidas no espaço de seis dias. O País de Gales joga com os Estados Unidos num particular, seguindo-se os desafios com a Irlanda e a Finlândia, para a Liga das Nações.

"Não falei com Mourinho, mas temos um plano para o Gareth, que não é diferente do dos outros jogadores. Se eles chegarem cá tendo jogado no sábado, vão ter um segundo dia para recuperar, na segunda-feira. Se jogaram no domingo, não vão ao relvado na segunda-feira, com um segundo dia de recuperação na terça", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.