José Mourinho falou pela primeira vez sobre a saída de Mohamed Salah do Chelsea. O técnico do Manchester United recusa o rótulo de que foi ele quem vendeu o extremo egípcio, quando os dois trabalharam juntos nos 'blues'.

"O Chelsea decidiu vender, ok? Quando dizem que fui eu que o vendi, é mentira. Fui eu que o comprei. Concordei com o empréstimo, achei que era necessário e que naquela altura o Chelsea tinha jogadores nas alas que ainda lá estão: o Willian, o Hazard... todo este tipo de jogadores já num nível diferente. E a decisão de emprestar foi tomada coletivamente, mas posteriormente a decisão de vender não foi uma decisão minha. Mas, mesmo que fosse, no futebol equivocamo-nos tantas vezes e há jogadores que se desenvolvem de uma forma que não esperamos e outros que não se desenvolvem da maneira que esperávamos. Nem considero erros: considero ossos do ofício", contou o português, numa entrevista à ESPN Brasil.

Na mesma entrevista, o atual treinador do Manchester United explicou porquê Salah não vingou no Chelsea.

"Foi no meu tempo que ele veio para o Chelsea, mas veio um menino. Fisicamente não preparado, mentalmente não preparado e social e culturalmente perdido. Foi tudo muito difícil para ele. Decidimos emprestá-lo: ele próprio pediu. Queria jogar mais, queria maturar, sair. Emprestámo-lo à Fiorentina, onde começou o processo de maturação", recordou.

O egípcio lidera a Bota de Ouro, com 31 golos, é também o melhor marcador da Liga Inglesa, foi eleito na semana passada como Melhor Jogador da Prova. Esta terça-feira, fez uma exibição de gala, com dois golos e duas assistências na vitória do Liverpool sobre a Roma por 5-2, em jogo da primeira-mão das meias-finais da 'Champions'. Uma época fantástica, que merece elogios de Mourinho.

"Acho que até surpreendeu a ele próprio, porque está a ser uma coisa fantástica. Mas ser um grande jogador que neste momento está na idade da maturidade, que já viveu um determinado número de experiências e que encaixou muito bem num estilo de equipa de treinador e de clube, não me surpreende muito", completou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.