O treinador português José Mourinho, do Chelsea, revelou que recusou o lugar de selecionador de futebol de Inglaterra em 2007, após o despedimento de Steve McClaren.

«Quando quiseram negociar comigo, o jogo seguinte da Inglaterra era com a França [um jogo particular], em Paris. Um França-Inglaterra era muito atraente», disse Mourinho, citado hoje pelo jornal The Independent.

Mourinho explicou ainda que depois disso a Inglaterra jogava um mês mais tarde com o Cazaquistão e que chegou a refletir, mas que era «demasiado jovem e orgulhoso», numa fase da carreira em que acabara de sair do Chelsea.

O técnico admitiu o receio de se comprometer como selecionador: «Teria que me motivar para um trabalho que não me satisfaz completamente».

A Federação Inglesa acabaria por contratar o italiano Fabio Capello, apresentando-o como sua primeira escolha.

O técnico transalpino esteve à frente da seleção no Mundial2010 da África do Sul, eliminado nos oitavos de final pela Alemanha, e esteve na campanha de qualificação para o Euro2012, no qual já não orientou a equipa.

Após o Chelsea, Mourinho treinou o Inter Milão e o Real Madrid, antes do seu regresso esta temporada a Stamford Bridge.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.