O diretor do Tottenham Keith Mills abordou pela primeira vez a situação de Gareth Bale, admitindo o «desespero» do galês em integrar o Real Madrid.

«Queremos muito que Bale fique. Mas, se um jogador está desesperado para sair, é muito difícil forçá-lo a ficar. Vimos isso acontecer noutros clubes. Mesmo com contrato, não podemos forçar ninguém a jogar a aqui», disse em declarações ao jornal London Evening Standard.

Os merengues estão dispostos a pagar bem para ter o avançado, mas têm esbarrado em Daniel Levy, presidente dos spurs, que chegou a recusar uma proposta de 100 milhões de euros. No entanto, o jornal AS avançava nos últimos dias que o Real Madrid e o Tottenham já chegaram a acordo por 120 milhões de euros, naquela que, a se concretizar, será a mais cara transferência de sempre, superando em 26 milhões de euros a de Cristiano Ronaldo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.