É apenas uma teoria da conspiração, mas a verdade é que a teoria da "maldição" de Aaron Ramsey tem vindo a ganhar cada vez mais força nas redes sociais.

O médio do Arsenal ganhou fama redobrada pela "maldição" que lhe é associada: sempre que marca, uma celebridade morre nos dias seguintes. Nancy Reagan, antiga primeira-dama e ex-atriz norte-americana é o mais recente nome a entrar na lista do médio galês.

Ramsey apontou este sábado um dos golos no empate entre Arsenal e o Tottenham (2-2), a contar para a Liga inglesa. E este domingo morreu Nancy Reagan, antiga primeira-dama e ex-atriz norte-americana, aos 94 anos de idade.

Neste 2016 Ramsey já tinha feito duas "vítimas": marcou num jogo da Taça de Inglaterra a 09 de janeiro e no dia 11 morreu David Bowie. E a 14 de janeiro a maldição de Ramsey voltou a "atacar". O jogador apontou um golo no empate entre Arsenal e Liverpool (3-3), a contar para a Liga Inglesa, um dia antes da morte de Alan Rickman, um dos atores mais importantes do cinema e do teatro em Inglaterra.

Trata-se de uma simples brincadeira que até já foi apontada como 'ridícula' pelo próprio Ramsey, mas que ainda assim continua a merecer atenção global.

Os golos do médio do Arsenal já foram associados às mortes de figuras como Robin Williams ou Steve Jobs.

Veja a galeria de vítimas de Ramsey.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.