Rio Ferdinand partilhou o balneário com Rooney e Cristiano Ronaldo entre 2003 e 2009 no Manchester United. O agora central do QPR relembrou o momento da chegada dos dois jogadores e assegurou que o britânico era uma promessa maior do que o internacional português.

“É difícil de explicar o nível de excitação que houve em Old Trafford [estádio do Manchester United] quando ele [Rooney] se juntou a nós. Ele assinou [contrato] um ano antes de Cristiano Ronaldo mas o Rooney era um jogador mais completo. Era um futebolista mais maduro que podia segurar a equipa ao jogo e podia marcar e oferecer golos. Cristiano [Ronaldo] também foi especial e os seus truques, fintas e dribles eram fantásticos. Mas, na altura, não tinha o mesmo nível de jogo que o “Wazza” [Ronney]”.

O defesa de 36 anos explicou ainda o incidente que levou à expulsão de Rooney, durante um confronto entre Portugal e Inglaterra, no Mundial de 2006, e assegurou que o avançado madeirense estava preocupado com o facto daquele lance poder degradar a relação que ambos mantinham nos “red devils”.

“Ele disse-me: 'Posso falar com o 'Wazza', ele está bem?'. Ele [Cristiano Ronaldo] pediu-me para o chamar e continuou a dizer: 'Eu não tentei expulsá-lo, realmente não tentei'. Ele estava preocupado que a situação afetasse a relação deles no United. Não estou seguro acerca do que eles falaram, mas o assunto ficou resolvido a partir do momento em que as duas equipas deixaram o relvado”, concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.