“O clube revelou um enorme respeito e, obviamente, estou muito feliz por continuar”, disse Son, de 29 anos, que contabiliza 107 golos e 64 assistências nos 280 jogos em que participou desde que foi contratado aos alemães do Bayer Leverkusen, em 2015.

Son disse que “já é uma honra estar a jogar no Tottenham há seis anos” e que se sente em casa no clube londrino, especialmente dada “a excelente relação com os adeptos, jogadores e restantes elementos do ‘staff’ e equipa técnica”.

“Não tive sequer de pensar. Foi fácil. Estou muito feliz por estar aqui e ficarei muito feliz por reencontrar em breve os adeptos”, adiantou o capitão da seleção da Coreia do Sul.

Resolvida a questão de Son Heung-min, sem que nenhum detalhe financeiro tenha sido revelado, Nuno Espírito Santo pode agora concentrar esforços na renovação de Harry Kane, com contrato até 2024, mas com vontade de mudar de clube.

O treinador português estreia-se esta época ao serviço do Tottenham, tendo assinado um contrato de duas temporadas, depois de quatro épocas bem-sucedidas no Wolverhampton.

Depois de José Mourinho não ter terminado a última temporada - foi substituído interinamente por Ryan Mason -, os 'spurs' voltam a apostar na liderança de um treinador português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.