O médio marfinense Yaya Touré deu este sábado o triunfo do Manchester City sobre o Manchester United (1-0), colocando 20 anos depois os “citizens” na final da Taça de Inglaterra de futebol.

O City procura a nona Taça de Inglaterra, troféu que não vence desde 1968/69, sendo que, em 1980/81, esteve pela última vez na final, que perdeu frente ao Tottenham.

Em Wembley e perante um City muito fechado, o United entrou muito bem no encontro e dominou completamente a primeira meia hora do encontro, com as duas melhores oportunidades a surgirem ao minuto 15, ambas desperdiçadas por Dimitar Berbatov.

No primeiro lance, o avançado búlgaro permitiu uma grande defesa a Joe Hart e depois, a menos de dois metros da linha de golo, atirou por cima, após um excelente trabalho do português Nani.

A partir dos 30 minutos, o City melhorou e também podia ter marcado por Gareth Barry (32), Mário Balotelli (34) e Joleon Lescott (36).

Os “citizens” continuaram a dominar no início do segundo período e, aos 52 minutos, Yaya Touré aproveitou um mau passe de Michael Carrick para se isolar e bater Edwin van der Saar.

Nani criou a melhor oportunidade dos “red devils”, aos 66 minutos, na marcação de um livre directo, que Joe Hart desviou para a barra.

O veterano Paul Scholes complicou ainda mais a situação do United, ao ser expulso, aos 72 minutos, depois de uma entrada violenta sobre Pablo Zabaleta.

No domingo, o Bolton e Stoke City defrontam-se na segunda meia-final da competição, para definir quem vai defrontar o City a 14 de Maio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.