O Arsenal emitiu na noite desta quinta-feira um comunicado em que revela que o treinador da equipa principal, Mikel Arteta, contraíu o coronavírus.

"O staff do Arsenal que teve contato próximo recente com Mikel vai proceder a um isolamento voluntário de acordo com as diretrizes de saúde do governo. Calculamos que inclua um número significativo de pessoas de Colney, incluindo o plantel completo da equipa principal e a equipa técnica, bem como um número menor de pessoas da nossa Academia Hale End, que também fechamos temporariamente por precaução.", pode ler-se na nota do Arsenal.

O clube inglês referiu ainda que não poderá "jogar algumas das partidas nas datas agendadas neste momento. Atualizaremos os adeptos que tiverem bilhetes para os próximos jogos o mais rápido possível."

Também Mikel Arteta reagiu à situação. "É realmente decepcionante, mas fiz o teste depois de me sentir mal. Estarei no trabalho assim que for permitido", garantiu o treinador do Arsenal.

Na sequência deste caso, a Premier League emitiu também um comunicado no seu site oficial em que revela que convocou uma reunião de emergência para a manhã de sexta-feira.

A comunicação surge pouco depois de a ‘Premier League’ ter garantido que a 30.ª jornada seria disputada normalmente este fim de semana, ou seja, à porta aberta, mantendo-se como um dos poucos campeonatos sem tomar medidas quanto à pandemia de Covid-19.

“Depois da comunicação do Governo esta tarde, todos os jogos da ‘Premier League’ vão manter-se, como estava agendado. O primeiro-ministro disse que todos os eventos desportivos devem ser disputados, mas também disse que poderão ser suspensos. Por isso, estamos a trabalhar com os clubes, com o Governo, com a Federação para cumprir os planos de contingência, caso as circunstâncias mudem”, justificou o organismo, antes de conhecer a situação de Mikel Arteta.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.600 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassou as 125 mil pessoas, com casos registados em cerca de 120 países e territórios.

*Artigo atualizado com o comunicado da Premier League

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.