O Tottenham, de José Mourinho, empatou esta quarta-feira na receção ao Fulham 1-1, em jogo em atraso da 16.ª jornada da Liga inglesa, no qual, mais uma vez, desperdiçou pontos depois de estar em vantagem.

A nova data para o jogo foi oficializada apenas dois dias antes, o que terá motivado críticas de Scott Parker, treinador dos 'cottagers'. José Mourinho, por sua vez, disse que o técnico do Fulham teria de "pedir desculpa" à Premier League caso apresentasse em campo o melhor onze possível.

Após a partida, Scott Parker respondeu ao comentário do treinador português. "Não devo desculpas a ninguém, este clube não deve desculpas a ninguém", começou por dizer.

"Podem falar de fora e as pessoas veem o que querem ver. Colocámos em campo dois jogadores que só tiveram um dia de treino depois de recuperarem da covid-19. E jogaram. Tivemos jogadores que só treinaram três ou quatro dias. O meu problema foi ter 10 casos positivos de covid-19 desde que o jogo foi adiado, há 16 dias. E na segunda-feira dizem-me que temos de jogar na quarta-feira... O meu problema foi esse. Não inventámos nem fingimos nada, temos sido muito abertos, até por causa da segurança dos outros", rematou Scott Parker.

Já José Mourinho considerou que o Fulham foi a jogo contrariado por outras razões: "Eu conheço o topo da estrutura do Fulham e sei que estamos a lidar com pessoas honestas e é claro que eles tiveram problemas e que houve razões para não termos jogado quando devíamos. Mas a razão pela qual eles não ficaram satisfeitos por terem de jogar hoje [quarta-feira] é diferente. São perguntas que têm de fazer ao Scott e não a mim. Mas no futebol é muito difícil manter segredos. Uma pessoa fala com uma pessoa, que depois fala com outra pessoa que fala com outra pessoa e depois chega outra pessoa. E é claro que sabíamos há alguns dias que eles estavam prontos e que os jogadores estavam a voltar."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.