Arsene Wenger voltou a recordar o negócio falhado que 'tirou' Cristiano Ronaldo ao Arsenal. Em entrevista ao 'The Guardian', o antigo técnico dos 'gunners' foi questionado sobre qual o jogador que mais se arrepende de não ter contratado.

"Não foi só um jogador, foram 50! Mas o que está mais perto desse 'título' é o Cristiano Ronaldo, quando ele assinou pelo Manchester United", começou por dizer.

"Tínhamos um acordo com o Sporting e o Manchester United tinha o Carlos Queiroz como treinador adjunto, e eles ultrapassaram a nossa oferta rapidamente e levaram Ronaldo. Mas nós tínhamos praticamente um acordo. Ele tinha a camisola do Arsenal, almocei com ele e com a mãe no centro de treinos!", concluíu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.