O presidente executivo do Arsenal, Ivan Gazidis, reafirmou que o lugar do treinador francês Arsene Wenger não está em causa, apesar do pior início de época daquele clube de futebol inglês desde 1953.

Os “gunners” perderam três dos cinco jogos disputados no início da Liga inglesa, mas Gazidis é perentório em afirmar que despedir Wenger é uma decisão que o clube não irá tomar.

Wenger, que está à frente da equipa do Arsenal desde 1996, não vence qualquer troféu desde a Taça inglesa conquistada em 2005. O último título da Premier League foi alcançado em 2004.

Gazidis, que falava no Sport Industry Breakfast Club, em Londres, afirmou, ainda, que Wenger «não começou, de um momento para o outro, a ser um mau treinador ou alguém que deixou de estar focado no jogo. É um completo disparate».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.