O internacional francês foi vítima de um “tackle” do defesa do Bolton Paul Robinson, em Setembro, e no regresso à competição foi novamente vítima de outra entrada semelhante por parte do médio do Chelsea Michael Essien, durante o jogo entre as duas equipas, a 3 de Outubro.

A seguir, Diaby alinhou pela selecção francesa contra o Luxemburgo, mas depois disso, desde 16 de Outubro, Arséne Wenger decidiu que o atleta parasse a sua actividade, por entender que o tempo de recuperação que lhe foi dada tinha sido insuficiente.

“Se virmos o que fez Diaby desde que sofreu aquele “tackle” contra o Chelsea, verificamos que nunca mais voltou ao seu nível normal”, referiu Wenger, para quem o seu jogador “já não é o mesmo”, o que faz com que seja motivo de preocupação entre os responsáveis do clube que não sabem “quanto tempo estará ausente dos relvados”.

O Arsenal é o próximo adversário do Sporting de Braga no Grupo H da Liga dos Campeões. A equipa inglesa desloca-se ao Minho para defrontar os bracarenses no dia 23 de Novembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.