O Sporting planeia efectuar uma “limpeza” no balneário para a próxima época, com a dispensa de 17 futebolistas entre os que integram o plantel profissional e os que estão emprestados, revelou à agência Lusa fonte do clube.

Esta intenção da Direcção de Godinho Lopes foi objecto de conversas entre alguns membros do Conselho Leonino durante a reunião de quinta-feira, mas o processo depende de negociações que o Sporting realize com clubes eventualmente interessados na contratação dos jogadores.

Entre os jogadores que os responsáveis do clube pretendem dispensar estão três contratações emblemáticas da gerência de José Eduardo Bettencourt, o avançado francês Sinama-Pongolle e os veteranos médios internacionais portugueses Pedro Mendes (31 anos) e Maniche (33).

Os dois primeiros têm vínculo até Junho de 2013 e a intenção dos responsáveis “leoninos” é encontrar um clube que pretenda adquirir o seu passe, de forma a recuperar parte do investimento feito na sua aquisição.

Sinama-Pongolle, que está emprestado até final da época ao Saragoça, de Espanha, custou 6,5 milhões e meio de euros ao Sporting, para onde se transferiu do Atlético de Madrid em Janeiro de 2010.

O passe de Pedro Mendes foi adquirido ao Glasgow Rangers por cerca de 1,3 milhões de euros, mas o que pesa na decisão de o dispensar é a relação custo entre e produtividade, pois aufere cerca de 1,8 milhões euros brutos por época e a sua saída representaria uma redução nos gastos com o plantel.

Por outro lado, o rendimento do médio defensivo nesta época tem sido prejudicado pelas lesões que o impediram de jogar com regularidade desde que foi contratado, também em Janeiro de 2010.

No caso de Maniche, cujo contrato foi automaticamente renovado por mais um ano quando cumpriu 20 jogos pelo Sporting no decurso da época, está também em causa uma relação custo/produtividade, atendendo ao facto de auferir cerca de 100 mil euros mensais.

Entre os jogadores do plantel que o Sporting pretende dispensar estão o guarda-redes Timo Hildebrand, os defesas Leandro Grimi, Anderson Polga, Abel e Marco Caneira, e os atacantes Simon Vukcevic e Cristiano, este contratado em janeiro a pedido do ex-treinador Paulo Sérgio.

Para emprestar são o defesa Nuno André Coelho e o ponta de lança Carlos Saleiro, além do médio espanhol Alberto Zapater, vinculado ao clube até Junho de 2015.

Entre os 17 jogadores que o Sporting planeia dispensar contam-se igualmente vários dos que estão emprestados, embora outros vão regressar para integrar o plantel da próxima temporada.

Entre eles poderão estar o médio Adrien Silva e o lateral Jorge Gonçalves, emprestados aos israelitas do Maccabi Haifa e ao Olhanense, e os jovens Nuno Reis e Renato Neto, um defesa central e um médio centro, que rodam no clube belga Cercle de Brugge, onde têm sido titulares.

Do lote de jogadores emprestados fazem ainda parte, Vítor Golas, Mexer, Ricardo Batista, Pedro Silva, André Marques, André Martins, Pereirinha, Diogo Rosado, Wilson Eduardo, Rui Fonte, Owuso, Purovic e Baldé, alguns dos quais serão dispensados.

Contactado pela Lusa, o director para o futebol Carlos Freitas escusou-se a comentar a saída na próxima época de 17 jogadores, entre os que integram o plantel e os que estão emprestados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.