De acordo com as forças policiais, que vão marcar presença com 200 elementos no Estádio do Dragão e 200 nas zonas envolventes, "o esquema de segurança montado é o habitual e adequado a este tipo de jogos".

Os acessos à zona das Antas, por carro e metro, bem como as artérias nas imediações por onde irá fluir o público para entrar no Estádio do Dragão vão merecer especial e redobrada atenção por parte dos agentes da PSP.

Embora o movimento registado junto às bilheteiras esteja ainda longe de esgotar os ingressos, os "dragões" esperam casa cheia e colorida esmagadoramente de azul e branco, dado a pouca procura de bilhetes por parte do Sporting.

A venda de entradas para o público em geral arrancou quarta-feira, com o preço dos bilhetes a custar entre 22 e 65 euros, e deverá continuar, de acordo com os hábitos lusos, até à hora do jogo.

Com todos os caminhos apontados para o estádio do dragão, a empresa Metro do Porto entra também em campo na máxima força ao assegurar uma capacidade de transporte de cerca de 10 mil utentes por hora.

A operação especial promovida pela Metro do Porto tem início pelas 17:00, altura a partir da qual a grande maioria das viagens em direcção à Estação Estádio do Dragão é efectuada em veículos duplos.

No período que vai até à hora do jogo, a capacidade de transporte de passageiros praticamente duplica. Na primeira hora após o fim do jogo, todas as partidas do Estádio são também feitas em veículos duplos.

Os tetracampeões nacionais recebem sábado o Sporting, pelas 19:15, no Estádio do Dragão, em encontro da sexta jornada da Liga portuguesa de futebol, a dirigir pelo árbitro Duarte Gomes, de Lisboa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.