A conferência de imprensa de Nuno Espírito Santo após a vitória do FC Porto por 3-0 diante do Arouca contou com um momento inusitado quando o técnico decidiu dar uma "palestra" aos jornalistas presentes no auditório. Questionado sobre o termo "jogar à Porto", Nuno solicitou ao diretor de imprensa um quadro para ilustrar melhor as suas ideias. Desenhou um "boneco" que disse ser um jogador do FC Porto e juntou três "pilares" na base.

"O jogador do FC Porto assenta em três pilares, como eu falei quando cheguei: compromisso, cooperação e comunicação. Para jogar à Porto é preciso isso. Se dissermos que isto [n.d.r.: apontando para um círculo adicional] é a união, temos o que é fundamental para o FC Porto. Isto é a base, é o primeiro passo. Se acrescentarmos a nossa determinação, temos a nossa atitude. Esta é a atitude que nós queremos. Independentemente do sistema, esta é a base. As vitórias são determinantes mas isto é a base", elucidou.

De seguida, Nuno desenhou um campo de futebol e explicou quais os objetivos da equipa.

"Quando temos isto que falei anteriormente, temos a nossa visão. Não interessa o sistema, interessa é que o nosso campo se reduza a 65 metros, porque estamos mais perto da baliza. Primeiro a base, depois o treino, jogo e competição. É o que queremos para acabar com este ciclo de três anos sem ganhar", disse o técnico.

"Na segunda-feira temos a gala dos Dragões de Ouro e daqui a um ano queremos ter o título que vamos festejar", rematou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.