219 é o número de golos marcados nas primeiras oito rondas da Primeira Liga de futebol, o que faz desta uma das melhores edições dos últimos anos. Em 2023/24 estamos com a impressionante média de 3,04 golos por partida.

É preciso recuar até 1984/85 para se ver tantos golos apontados nas primeiras oito jornadas da Liga. Também nessa altura tinham sido marcados os mesmos 219 golos.

O golo democratizou-se, já que não são apenas os 'grandes' os principais responsáveis por esta estatística.

Curiosamente, o melhor ataque pertence ao SC Braga, equipa que leva 20 golos marcados. Os minhotos estão à frente de Benfica, Boavista e Gil Vicente, todos com 18 golos cada. O líder Sporting marcou 17, o FC Porto está atrás de oito equipas no capítulo da finalização.

Curioso como o Estoril, último da tabela, soma 14 golos marcados em oitos jogos, mais três que o FC Porto.

Rio Ave com seis, Estrela da Amadora e Famalicão com oito são os que menos contribuem na altura de colocar a bola no fundo das redes.

Em relação às primeiras oito jornadas da época passada, há um denominador comum: o melhor ataque é do Braga. Em 2022/23, os guerreiros do Minho também lideram no capítulo do golo, com 24 tentos marcados, mais quatro que o FC Porto, o segundo melhor ataque.

Se em 2023/24, apenas o Rio Ave tem menos golos (6) que jogos (8), na edição 2022/23 a situação era diferente. Vitória de Guimarães (6), Arouca (7), GD Chaves (7), Vizela (6), Famalicão (5), Santa Clara (5), Marítimo (5) e Paços de Ferreira (6) tinham mais jogos que golos. E na época anterior (2021/22), só BSAD (5), Santa Clara (6), Marítimo (6) e Vizela (7) somavam mais jogos que golos.

Ainda em jeito de curiosidade, nas últimas duas edições, o líder do campeonato não é quem mais marca, ao cabo de oito jogos. Braga liderava na época passada e lidera este ano na hora de colocar a bola no fundo das redes (embora esteja também a conceder muito, como mostram os 14 sofridos esta temporada), apesar de esta época ser o Sporting quem vai na frente no capítulo dos pontos. Na época passada o líder era o Benfica.

Um campeonato dominado por três equipas, com o Braga sempre à espreita por um lugar no pódio, seria de esperar que o goleador da prova estivesse na Luz, no Dragão ou em Alvalade. Puro engano.

O melhor especialista do momento quando o assunto é fazer vibrar as bancadas com a bola na rede é um espanhol: chama-se Hector Hernández e lidera o ataque do Chaves, impressionando com sete golos em oito rondas.

O segundo melhor marcador é Simon Banza do SC Braga, com seis golos marcados, os mesmos do Leão Gyokeres.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.