O advogado de António Salvador, presidente do Sporting de Braga, desmente que o escritório deste tenha sido alvo de buscas pela Polícia Judiciária.
Citando o advogado do dirigente, a TSF explica que que não foram feitas buscas aos escritórios do presidente dos arsenalistas no âmbito de uma investigação relacionada com crimes económicos.

A agência Lusa noticiou que a Polícia Judiciária efectuou terça-feira buscas aos escritórios do presidente do Sporting de Braga, António Salvador, no âmbito da mesma investigação na qual foram efectuadas buscas domiciliárias envolvendo Narciso Miranda e a presidente da Câmara Municipal da Trofa.

Na terça-feira a Polícia Judiciária (PJ) efectuou buscas simultâneas à autarquia da Trofa, assim como fez buscas domiciliárias à residência de Joana Lima e de Narciso Miranda, vereador independente da Câmara Municipal de Matosinhos.

Fonte da Agência Lusa junto da PJ adiantou que, ao mesmo tempo que decorriam as buscas em casa de Joana Lima e na de Narciso Miranda, também estavam a ser feitas buscas aos escritórios de António Salvador, no âmbito da mesma investigação.

A mesma fonte assegurou, no entanto, que as buscas efectuadas terça-feira não envolvem o clube minhoto.

António Salvador é empresário do ramo da construção civil.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.