A I Liga regressa no próximo dia 3 de junho, debaixo de fortes medidas de segurança e de higiene devido à pandemia de COVID-19, que obrigou a competição a parar no passado dia 12 de março. 87 dias desde a última vez que a bola rolou, os jogadores regressam aos relvados, mas vão encontrar bancadas despidas. Isto porque todos os jogos serão realizados à porta fechada, até ao final da prova esta época.

O SAPO Desporto foi à procura dos grandes adeptos dos clubes da Primeira Liga que agora se vêem privados de apoiar o clube do seu coração ao vivo nos respetivos estádios, de forma a saber como estão a planear viver os restantes nove jogos que os seus emblemas têm em falta.

Alexandre Santos (nome fictício), é um dos membros da página 'Belém XXI', uma página de apoio ao clube. Em conversa com o SAPO Desporto, Alexandre afirma não concordar com a retoma do campeonato e que vai sentir falta do ritual dos dias de jogos.

SAPO Desporto: Onde é que vai ver os jogos do Belenenses SAD?

'Alexandre Santos': Em casa ou, em algumas situações, com familiares ou amigos. Existem adeptos que mantém algum interesse em ir à Cidade do Futebol pelo menos para tentar encontrar algum espaço para ver o jogo, sei que isso pode acontecer. Mas a maior parte vai ficar em casa.

SD: Está a pensar ir até á Cidade do Futebol para apoiar o seu clube?

AS: Não, mas sei que há essa possibilidade de alguns adeptos tentarem ir, porque como [a Cidade do Futebol] é um espaço mais aberto há essa hipótese. Mas de qualquer das formas não são assim tantos.

SD: Concorda com o regresso da I Liga ou acha que devia de ter sido dada como terminada?

AS: Acho que o campeonato devia de ter sido suspenso. Por razões óbvias, o futebol é com adeptos, não é sem adeptos. Acho que há o exemplo francês, não tão aplicável porque o campeão estava mais ou menos definido, mas em primeiro lugar deve de estar a saúde das pessoas e os jogadores também são pessoas. Aquilo que eu acho é que existe o risco, apesar de se continuar a dizer que as pessoas devem viver, existe o risco. Havendo risco acho que era preferível que este campeonato tivesse acabado. Porque eu não vejo diferença entre o campeonato da liga profissional e o da segunda divisão que acabou. Eu acho que é uma falácia nós pensarmos que o que interessa é a Primeira Liga, porque isso é estar a enganar as pessoas. Aquilo que se falou de os estádios serem certificados, a principio eram três ou quatro e o que acabamos por ver é que a maior parte dos estádios estão certificados e o mesmo poderia ter acontecido na II Liga. Porque é que a II Liga não joga e joga a I Liga? Não faz muito sentido.

SD: Não podendo ir ao estádio, do que é que vai sentir mais falta?

AS: É o mesmo de sempre, isto tanto vale para o Jamor como valia para o Restelo, que era onde gostávamos de estar a jogar. É o encontro das pessoas que gostam do clube e que amam o clube. São as conversas do que se fala agora no Belenenses, que se calhar é um clube um pouco diferente dos outros. Aquilo que se fala é qual é a possibilidade que existe de haver uma pacificação dentro do clube que é uma coisa que não existe hoje. Com a presidência do clube e a presidência da SAD a comunicarem mal e a não saberem o que vão fazer. As pessoas que vão ao Jamor não são pessoas que apoiam a SAD, são as pessoas que apoiam o Belenenses. Porque o Belenenses é SAD, como Benfica é SAD, ou o Sporting é SAD. Todas as SAD’s jogam na primeira liga. Aquilo que os adeptos do Belenenses que vão ao Jamor apoiam é o futebol profissional do clube, porque até ver o clube continua a deter 10% da Sociedade Desportiva, o clube é o fundador desta SAD e as pessoas às vezes esquecem-se um pouco disso.

SD: Tem alguma tradição que não consiga cumprir agora sem jogos?

AS: É o ritual de sempre. É beber uma cerveja antes dos jogos e conversar sobre aquelas coisas que toda a gente fala, quem é que vai jogar hoje, quem é que não vai jogar. É o convívio com os amigos, com aqueles amigos que a gente encontra todas as semanas, seja em casa, seja quando vamos jogar fora.

SD: Que sugestões deixa aos outros adeptos do Belenenses SAD para os jogos até ao final da época?

AS: A principal coisa que eu desejo ao adeptos do Belenenses é que tenham saúde. Porque o ‘COVID’ ainda não acabou. Que se continuem a lembrar que devemos manter a distância física e para não se esquecerem que um dia, quando as coisas acabaram, podemos voltar outra vez a pensar nas soluções que queremos para o nosso clube.

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.