Resumo do Jogo: Dragão tremeu até ao apito final

O FC Porto somou o 57.º jogo consecutivo sem perder na I Liga, batendo o recorde, depois de na jornada passada ter igualado a marca que estava na posse do Benfica desde 1978/79. Os dragões venceram em casa do Vitória de Guimarães por 1-0, com um golo de Taremi, em partida da 29.ª jornada da I Liga, passando a somar 46 vitórias e 11 empates, num registo de invencibilidade iniciado em 2020/21.

O golo do avançado iraniano, que estabeleceu o resultado final aos 36 minutos, permitiu ao FC Porto superar o recorde de 56 jogos consecutivos sem derrotas do Benfica, fixado entre 1976 e 1978, e também a vantagem de seis pontos para o Sporting, segundo classificado.

VÍDEO: O resumo da vitória difícil dos dragões no D. Afonso Henriques
VÍDEO: O resumo da vitória difícil dos dragões no D. Afonso Henriques
Ver artigo

Mais ‘transpirado’ do que ‘inspirado’, o jogo teve ainda uma outra grande penalidade, falhada por Taremi, aos 63 minutos, a expulsão do vitoriano Oscar Estupiñán, aos 80 minutos, por duplo amarelo, e uma ‘invasão de campo’ por um espetador, que tentou agredir o extremo vitoriano Geny Catamo.

Com Grujic e Taremi em vez do lesionado Uribe e de Evanilson, os ‘dragões’ apareceram rápidos na circulação de bola e pressionantes sobre a defesa adversária, ‘aprisionando’ os jogadores vimaranenses nas imediações da sua área, sem ‘argumentos’ para resposta no contra-ataque.

A figura do jogo: Taremi, 50% de eficácia nos penáltis
Autor do único golo do jogo, Mehdi Taremi, na conversão de um penálti, desperdiçou depois outra grande penalidade, no segundo tempo, e na flash interview que se seguiu ao encontro desculpou-se por essa falha. Contudo, se houve alguém a desbloquear a partida em Guimarães, esse foi o avançado iraniano.

A polémica: Um golo que gerou muito protesto e dúvidas
O golo do FC Porto foi apontado através da marcação de uma grande penalidade. O 'castigo máximo' surgiu na sequência de uma falta 'cavada' pelo jogador iraniano, aproveitando uma saída de Bruno Varela. Depois de análise do VAR, a decisão foi confirmada por João Pinheiro. O guarda-redes vitoriano atirou-se para a direita, Mehdi Taremi atirou para o lado contrário.

O momento: Varela impede o 2-0 ao FC Porto
No segundo tempo, por volta do minuto 60, novo lance entre Bruno Varela e Mehdi Taremi a resultar em penálti para o FC Porto, muito semelhante ao da primeira parte. O guardião vimaranense saiu mais uma vez dos postes e derrubou o iraniano em falta. João Pinheiro confirmou com o VAR a decisão inicial. Porém, desta vez, o guardião vimaranense adivinhou o lado e travou o remate mais rasteiro de Taremi.

Insólito: Adepto invade relvado para agredir jogadores
O triunfo do FC Porto em Guimarães ficou também marcado pela entrada em campo de um adepto, não identificado, que agrediu os jogadores da própria equipa. Primeiro dirigiu-se a Rochinha, depois a Geny. Tudo aconteceu em tempo de compensação. Na sequência da ocorrência, gerou-se alguma confusão em torno do espectador, que foi retirado do relvado por elementos da empresa de segurança privada ligada à organização do jogo.

As melhores imagens

As reações

Pepa realça segunda parte "fantástica", André Almeida fala de "boa resposta" após golo sofrido

Taremi lamentou penálti falhado, Sérgio Conceição assumiu culpas pelo recuo do FC Porto no segundo tempo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.