Filme do Jogo

O FC Porto venceu o Famalicão, por 4-1, numa partida da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. Os ‘dragões’ somam assim o nono triunfo consecutivo, em diferentes provas, num terreno onde perderam nas últimas duas deslocações, mantendo-se a quatro pontos do líder Sporting.

O Famalicão já não vence para o campeonato desde 7 de novembro, altura em que bateu em casa o Marítimo por 2-1 e coloca-se numa posição complicada da tabela classificativa, perto dos lugares de descida.

Sérgio Conceição já contou com Otávio, que regressou após cumprir dois jogos de castigo, ele que tem sido um dos jogadores mais importantes da equipa ‘azul e branca'.

Na formação famalicense, por outro lado, Rúben Vinagre, reforço apresentado esta semana, emprestado pelos ingleses do Wolverhampton, jogou no onze titular.

FC Porto assumiu o comando da partida desde o início do encontro.

Aos 13 minutos, o FC Porto colocou-se, sem surpresa, na frente do marcador. Nanu lançou Corona pela direita, o mexicano cruzou para trás para Taremi que não desperdiçou a oportunidade.

O Famalicão passou a correr atrás do prejuízo, com alguma dificuldade, e sem grandes oportunidades de chegar perto da baliza de Marchesín. Ainda assim, e num dos momentos em que conseguiu chegar à linha da defesa portista, os famalicenses foram travados em falta. Diogo Leite carregou em falta Anderson e o árbitro prontamente assinalou grande penalidade.

Jhonata Robert foi chamado a converter e não desperdiçou. O Famalicão já não marcava há três jogos.

Com a igualdade reposta e o FC Porto intensificou o ataque, numa partida em que nunca, ou quase nunca, perdeu o controlo. Numa jogada de perigo, Vaná fez falta sobre Taremi e, depois de consultar o VAR, Rui Costa assinalou grande penalidade. Sérgio Oliveira voltou a colocar o FC Porto na frente do marcador.

Dragões matam o jogo no segundo tempo

Para o segundo tempo a tendência manteve-se, com os ‘dragões' a assumirem uma postura mais agressiva ofensivamente e com o Famalicão a demonstrar grandes dificuldades no setor defensivo.

Aos 58 minutos, o FC Porto voltou a marcar. Após um canto de Sérgio Oliveira, Vaná aliviou a bola para a entrada da área onde Otávio voltou a cruzar para Taremi que, de cabeça, fez o segundo.

Com uma exibição bastante competente, os ‘azuis e brancos' poucos erros cometeram e, nos minutos finais, também o guarda-redes Marchesín esteve em destaque com duas defesas espetaculares que negaram o golo aos famalicenses.

O FC Porto selou o resultado já perto do fim. Numa jogada de contra-ataque, Luis Díaz abriu na direita para João Mário, acabado de entrar, que rematou ao ângulo da baliza de Vaná, estreando-se a marcar pela equipa principal.

Figura do Jogo

Mehdi Taremi voltou a marcar dois golos num encontro, depois de já o ter feito em Guimarães. O jogador iraniano é o segundo melhor marcador do FC Porto, somando seis golos no campeonato, menos um que Sérgio Oliveira. Taremi está, sem dúvida, a ganhar mais espaço no ataque de Sérgio Conceição.

As vozes dos protagonistas

Sérgio Conceição e os casos de COVID-19 no FC Porto: "É sempre uma preocupação, foram três mais 10 mil e tal portugueses hoje"

Jhonata Robert: "Não podemos perder a confiança"

João Pedro Sousa: "Se cometemos tantos erros ficamos sujeitos a sofrer golos"

Taremi: "Estou feliz por ter marcado"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.