Um golo de Raphinha foi o suficiente para o Sporting vencer na receção ao Santa Clara, naquele que foi o encontro de abertura da 26.ª jornada da I Liga. O clube de Alvalade sentiu muitas dificuldades para ultrapassar este adversário, até porque não jogou o suficiente para o merecer, e até beneficiou de um erro dos açorianos para marcar.

Foi já no início do segundo tempo que os 'leões' chegaram ao golo da vitória. Aos 59 minutos, Marcos Acuña faz um lançamento longo desde a linha lateral, apanhando a defesa do Santa Clara desatenta. Isolado, Bruno Fernandes correu para a área açoriana e serviu Raphinha, que se limitou a empurrar para o fundo das redes.

O Jogo: Sporting entrou mais pressionante, mas Santa Clara era uma equipa organizada

O Sporting entrou autoritário e dominou nos primeiros minutos, mas com o passar do tempo os 'leões' começaram a jogar devagar e com muitos passes falhados que retiraram fluidez e dinâmica ao seu jogo ofensivo. O Santa Clara agradecia e mostrava-se bem organizado na zona defensiva, defendendo quase sempre com o bloco baixo.

Se por um lado os jogadores leoninos não pressionavam os adversários para recuperar a bola, por outro lado os açorianos também não estiveram melhor no ataque, raramente conseguindo chegar à área contrária.

No segundo tempo, o Sporting imprimiu mais velocidade no seu jogo, aparecendo mais agressivo na reação à perda de bola nos segundos 45 minutos. No entanto, a falta de inspiração individual e coletiva era evidente. Raphinha foi o único jogador que conseguiu criar alguns desequilíbrios na defesa açoriana.

O extremo brasileiro criou mesmo a primeira oportunidade de golo aos 47 minutos, mas Marco Pereira estava atento e defendeu o remate para a linha de fundo. No entanto, o guardião açoriano nada pôde fazer quando o camisola 21 dos leões fez o golo aos 59'.

A perder, o Santa Clara começou a apostar mais no contra-ataque, concedendo mais espaços nas costas da sua defesa. Ainda assim, o Sporting não foi capaz de chegar ao segundo golo, com Bas Dost irreconhecível na altura na finalização.

Momento do jogo: Golo de Raphinha

O golo solitário de Raphinha valeu ao Sporting a conquista dos três pontos e a subida provisória ao terceiro lugar do campeonato.

Melhores

Raphinha

Não só foi o autor do golo da vitória, como também foi o jogador com a melhor prestação do lado leonino. Sempre muito inconformado, partiram do seu lado as jogadas mais perigosas. Foi dos que mostrou mais vontade e dos que mais se mostrou aos colegas.

Bruno Fernandes

Antes do início do encontro recebeu os prémios de melhor médio e melhor jogador do mês de fevereiro. Correu muito, trabalhou muito, mas perdeu muitas bolas, estando uns furos abaixo do que nos tem vindo a habituar. Ainda assim merece os respetivos créditos por ser dele a jogada que está na origem do golo de Raphinha.

Marco Pereira

Costuma-se dizer que a idade é um posto, e Marco confirma essa teoria. Foi chamado a intervir muitas vezes. Muito seguro e tranquilo entre os poste, o guardião dos açorianos foi uma parede quase intransponível. Grande estirada logo ao início do segundo tempo para defender um remate de Raphinha. No golo do Sporting nada podia fazer.

Piores

Bas Dost

Esteve muito apagado o avançado holandês. Esforçou-se muito, mas os maus cruzamentos e maus passes impediram que pudesse fazer o gosto ao pé. Ainda falhou o desvio na melhor oportunidade que teve.

Reações:

João Henriques: "Ainda assustámos uma das equipas mais fortes deste campeonato"

Keizer: "Não foi um bom jogo"

Fábio Cardoso: "Não é qualquer equipa que vem a casa do Sporting e consegue tirar-lhes a bola"

Bruno Fernandes: "O Sporting tem obrigação de fazer mais"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.