O Sporting está em crise. Não há como esconde-lo. A derrota frente ao SC Braga e consequente queda para o 4.º lugar só vem confirmar uma evidência que tinha ficado vincada nos derradeiros encontros. Os jogadores não estão confiantes, os adeptos começam a perder a paciência com o treinador e os jogadores. Viram-se lenços brancos em Alvalade este domingo. Tudo isto para completar uma semana negra do Sporting: derrota com o Benfica na Luz, derrota definitiva nos tribunais no Caso Doyen e ´derrota` na FPF que veio defender que os ´leões` têm 18 títulos de campeão e não 22 como argumenta Bruno de Carvalho.

O jogo: Wilson Eduardo volta a ´trair` a sua antiga equipa

Quando se trabalha em cima de derrotas, é sempre mais difícil passar as ideias aos jogadores. Os métodos podem ser os mesmos mas, se não estão a resultar, são os próprios jogadores a desconfiarem deles. E é o que se passa com o Sporting atualmente. A equipa não está tão agressiva na recuperação ofensiva, não tem tanta segurança com bola, perde-a facilmente, mesmo quando não pressionado pelos adversários. No último terço, na zona de decisão, tem faltado clarividência. E quando isso não acontece, os próprios adeptos acabam por ficar ansiosos e em vez de empurrar a equipa, deixam-na mais nervosa já que cada passo falhado ou má decisão é recebida com assobios.

E isso tudo foi visível este domingo em Alvalade. O Sporting até tinha mais bola, jogava mais vezes no meio-campo contrário mas falhava na hora de definir as jogadas. Além da falta de criatividade, o Sporting deparou-se com um Braga reativo, a procurar dar uma resposta altura depois das duras críticas do presidente António Salvador, logo após a eliminação na Taça de Portugal em casa ante o Sporting da Covilhã e que precipitou a saída de Peseiro.

Abel Ferreira, o técnico interino, preparou bem a equipa: um 4-4-2 muito móvel, com jogadores rápidos e tecnicistas na frente. Rui Fonte, Ricardo Horta e Wilson Eduardo (principalmente este) foram uma dor de cabeça para a defensiva leonina. Alan dava segurança e experiência em momentos-chave. O contra-ataque era arma para explorar a falta de confiança que reina na defensiva leonina e também alguma lentidão de Coates e Ruben Semedo. Wilson Eduardo o, ´caçador de leões`, podia ter feito dois golos antes do intervalo mas decidiu mal. O Sporting só tinha um remate de Bryan Ruiz que Matheus defendeu como amostra ofensiva clara.

No segundo tempo os ´leões` mudaram a atitude, o o querer e a ambição até Wilson Eduardo acabar com tudo numa ´bomba` de fora da área que Patrício não conseguiu reter. Era o seu quarto golo nos últimos cinco jogos frente ao Sporting. Um gosto especial a marcar à sua antiga equipa. E Abel, foi campeão de juniores com o Sporting e despedido por Bruno de Carvalho quando orientava a equipa B, não podia pedir outro regresso à Alvalade. Depois do golo sofrido, mandou mais o coração que a cabeça e o ´leão` não conseguiu reerguer-se perante os ´guerreiros` do Minho. O Natal pode chegar com o Sporting em 4.º lugar (tem de vencer no Restelo e esperar que Braga perca com o Moreirense) e cada vez mais longe do líder Benfica. Para já, são oito os pontos de diferença.

Os melhores: Wilson voltou a trair a sua antiga equipa

Wilson Eduardo foi o melhor em campo. Dispôs de duas oportunidades no primeiro tempo, uma delas flagrante, mas não conseguiu marcar. No segundo tempo completou a ´vingança` dos renegados (juntamente com Abel, o treinador) de Alvalade, com um tiro de longe. Pediu desculpas pelo golo mas deu os três pontos aos minhotos.

Defesa do Braga: Ricardo Ferreira e André Pinto pelo meio, Goiano e Baiano pelas laterais, não deram muitas hipóteses aos atacantes leoninos. Ganharam a maior parte dos duelos e foram muito solidários na altura de defender o resultado.

Os piores: Ataque do Sporting

O Sporting voltou a ficar em branco em casa, muito por culpa da falta de criatividade no ataque. É verdade que Matheus, guarda-redes do Braga, fez uma boa exibição mas não foi propriamente uma noite de sonho do guardião minhoto. Bas Dost foi uma sombra de si mesmo, Bryan Ruiz está em muito má forma, Campbell tentou agitar um pouco o ataque mas decidindo quase sempre mal. Gelson tentou mas já nem ele chega.

Defensiva leonina: Coates e Rúben Semedo (saiu ao intervalo para dar lugar a Douglas) tiveram dificuldades em travar a velocidade dos atacantes minhotos. Não foram tão coordenados como noutros jogos. O Braga entrou com alguma facilidade no último reduto do Sporting, algo que não se via antes nos comandados de Jorge Jesus.

Assobios e lenços brancos: a cada passe falhado, a cada má decisão, o público em Alvalade respondia com assobios. Os nervos passaram das bancadas para o relvado e a equipa nunca foi a mesma. No final Jesus viu alguns lenços brancos.

Momento-chave: ´Bomba` de Wilson Eduardo no seu regresso a Alvalade

O Sporting até tinha voltado com outra disposição para a segunda parte. A equipa dominava, estava mais perto da baliza de Matheus quando, em contra-ataque, Wilson aproveitou o muito espaço que lhe foi dado (depois de no mesmo lance Ricardo Horta ter atirado ao poste) e rematou de fora da área, batendo Patrício. Um tento merecido do jogador que mais procurou o golo em todo o jogo.

Reações

Jorge Jesus: "A exigência dos adeptos deixou alguns jogadores ansiosos"

Adrien: "Houve mais coração do que cabeça"

Wilson Eduardo: "Costumo marcar ao Sporting mas também faço a outros adversários"

Abel: "Estávamos em vantagem porque conhecia a equipa do Sporting"

Curiosidades

O Sporting nunca foi campeão nacional com um atraso de oito ou mais pontos para o 1.º classificado à 14.ª jornada (15 vezes).

Desde que treina os ´grandes` do futebol português, Jorge Jesus nunca tinha perdido tantos pontos em 14 jornadas da Liga (15 pontos).

Jorge Jesus perdeu um terço dos jogos realizados em 2016/17, a pior percentagem de derrotas do Sporting desde 2012/13 (41%). Esta foi a 8.ª derrota na temporada em 24 jogos, menos uma que toda a época 2015/16 em 51 jogos.

O Sporting somou a derrota 400 na Liga Portuguesa no dia em que Jesus disputou o jogo 500 na divisão maior do futebol português.

Wilson Eduardo marcou o 5.º golo ao Sporting, o 4.º nos últimos cinco jogos. Foi a 3.ª vez que roubou pontos aos ´leões` (sete pontos).

O SC Braga chegou às nove vitórias em 14 jornadas, o que não acontecia desde 2009/10, quando os arsenalistas tinham 10 triunfos. Este é também a melhor pontuação dos ´Guerreiros` à 14.ª jornada na Liga desde 2009/10 (encontrava-se em 1.º com 33 pontos). Aliás, desde esse ano que o SC não vencia em Alvalade. Na altura Domingos Paciência era o treinador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.