Vieira falava sexta-feira na inauguração da Casa do Benfica de New Bedford (Massachussetts), onde começou, com rasgados elogios aos benfiquistas e à comunidade portuguesa, um périplo de inaugurações de quatro Casas do Benfica no Nordeste dos Estados Unidos, que se prolonga até domingo.

"Quando olho para trás - para tudo o que foi feito a partir do ano 2000 -, parece que tudo foi fácil. Banalizaram-se as imagens do novo estádio, do Caixa Futebol Campus, o Benfica recuperou o seu estatuto de maior clube português. Esqueceu-se o tempo da anarquia e da crise em que o clube mergulhou", afirmou.

"O Benfica conseguiu, com estratégia, recuperar, em pouco mais de nove anos, a credibilidade e a grandeza do passado", defendeu Vieira, perante as centenas de apoiantes do clube que participaram na festa de inauguração.

As comunidades portuguesas nos Estados Unidos vão passar a ter 20 Casas do Benfica, com a inauguração das novas agremiações.

A primeira inauguração foi, nas palavras de Vieira, "mais do que um encontro com benfiquistas, um encontro com a comunidade portuguesa que, estando inserida na sociedade americana, nunca esqueceu as suas raízes".

"Mais do que um clube, o Benfica representa uma marca portuguesa. Uma marca que identifica Portugal, uma marca onde os portugueses se revêem no seu país, na sua história, na sua ambição", afirmou.

Estima-se que residam actualmente nos Estados Unidos mais de 1,3 milhões de portugueses e luso descendentes.

"A grandeza do Benfica sempre se construiu à volta do trabalho e da dedicação de pessoas de enorme valor, que souberam dar ao clube o melhor do seu talento. Com as Casas do Benfica sucede o mesmo. O seu crescimento e a sua valorização sempre foram uma das principais preocupações dos meus mandatos", afirmou Vieira.

"Sempre vi nas Casas do Benfica espalhadas em Portugal e no mundo verdadeiros pólos de divulgação e defesa do Benfica, verdadeiras embaixadas de defesa do nosso património, da nossa história, da nossa mística. E isso é uma riqueza única que não pode ser desperdiçada", frisou.

Sábado, logo pela manhã, a comitiva benfiquista, que inclui dois vice-presidentes do clube, segue para a casa da cidade de Chicopee, e, da parte da tarde, entra no estado do Connecticut, onde inaugura a Casa do Benfica na capital estadual, Hartford.

Domingo será inaugurada a casa de Danbury, já na fronteira entre o Connecticut e o estado de Nova Iorque, e o regresso está previsto para segunda-feira, via Newark.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.