O Benfica recebe ao final da tarde desta sexta-feira o Tondela, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a 13.ª jornada e com os olhos postos no regresso ao segundo lugar da tabela.

À entrada para esta jornada, a equipa de Jorge Jesus ocupa o terceiro lugar, com 28 pontos, os mesmos que o segundo classificado FC Porto. As 'águias' somam até ao momento nove vitórias, um empate e duas derrotas na competição. Já o Tondela é 13.º classificado, com 12 pontos, após somar três triunfos, três empates e seis derrotas até ao momento na prova.

Além disso, o Benfica chega a este encontro depois de um empate no reduto do Santa Clara, por 1-1, que levou à queda para o último lugar do pódio. Já o Tondela venceu o Famalicão por 1-0 na última ronda.

Histórico de confrontos

Se tivermos em conta o confronto direto entre as duas formações, o Benfica parte como claro favorito à vitória. Num total de dez embates entre as duas equipas, os 'encarnados' venceram em oito ocasiões (80%), contra apenas um triunfo dos tondelenses (10%), na época 2017/18.

Já o empate entre as duas equipas aconteceu na 25ª jornada da temporada passada. A deslocação do Tondela à Luz marcou o regresso dos dois emblemas à competição depois da paragem provocada pela pandemia. No entanto, o encontro não passou do nulo no marcador.

Na soma de todos os dez encontros, as 'águias' marcaram 26 golos, enquanto que o Tondela marcou apenas seis.

Olhando apenas para os jogos disputados no reduto dos encarnados, o Benfica soma três vitórias (80%), um empate (10%) e uma derrota (10%). O desaire aconteceu na temporada 2017/2018 quando o Tondela venceu pela primeira (e única) vez no Estádio da Luz. Um bis de Miguel Cardoso e um golo de Tomané deram a vitória aos visitantes, enquanto Pizzi e Salvio reduziram para a equipa da casa, mas sem sucesso.

As equipas

Esta tarde, Jorge Jesus não pode contar com Franco Cervi, Haris Seferovic nem Gabriel Pires, que estão infetados com COVID-19. De fora das opções do treinador do Benfica ficam ainda Pedrinho e André Almeida, ambos lesionados.

Já Pako Ayestarán, para este jogo, não poderá contar com Filipe Ferreira, afastado devido a lesão, nem com o avançado Rafael Barbosa, que acusou ontem positivo à SARS-CoV-2.

Segundo a SAD do Tondela “o restante grupo testou negativo” e por isso podem constar da convocatória de Pako Ayestarán para o desafio no Estádio da Luz.

O que dizem os treinadores

Em conferência de imprensa, Jorge Jesus frisou que a equipa do Benfica “nos últimos cinco jogos do campeonato ganhou quatro e empatou um”, mas admitiu insatisfação pela atual posição do Benfica na classificação e disse estar “cansado de não estar em primeiro lugar”.

“Tudo isso que contam, que falam, que não é o mesmo, que está frouxo… Não sou o mesmo, não! Olhe, tenho mais rugas. Tenho mais sete ou oito anos. Essas especulações, essa conversa da treta, isso para mim vale zero! O que importa é recuperar o primeiro lugar, chegar ao fim de maio e ser campeão, que esse é o grande objetivo do Benfica e o meu. Aí é que estou cansado, queria estar à frente da classificação e não estou há sete jornadas”, insistiu.

Quanto ao adversário desta sexta-feira, Jesus lembrou que já demonstrou qualidade noutros campos, “principalmente no do rival [FC Porto] onde fez três golos” e que, por isso, o Benfica tem de olhar “com respeito”, mas sublinhou que o clube da Luz quer “voltar às vitórias” para “recuperar a primeira posição”.

“Se puder ganhar com nota artística é o ideal, porque, no Benfica, ganhar só não chega, tens de ganhar com outros argumentos. É isso que pretendemos fazer e a nossa ideia é voltar às vitórias, porque neste último jogo não ganhámos”, apontou.

Já o treinador do Tondela, Pako Ayestarán, admitiu que não apostará num jogo muito aberto frente ao Benfica, optando por aproveitar as debilidades que a equipa adversária apresente na partida.

“Ir ao Estádio da Luz e fazer um jogo aberto contra o Benfica é uma temeridade. Seguramente, não faremos um jogo muito aberto, mas trataremos de aproveitar os nossos pontos fortes e incidir nas debilidades que neste momento pode ter o Benfica”, disse o treinador.

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, Pako Ayestarán afirmou que esta será uma partida “muito difícil”, porque “as grandes equipas como o Benfica são capazes de lidar com a pressão” originada pelos últimos resultados.

“É um erro pensar que o Benfica se vai sentir pressionado por jogar contra o Tondela. Sabemos que vamos ter de jogar perto da nossa perfeição”, frisou.

Na sua opinião, o Tondela vai encontrar “uma grande equipa, com grandes jogadores”, sendo “uma questão de tempo até terem o rendimento que se espera deles”.

Arbitragem

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol anunciou na manhã de quinta-feira que Manuel Oliveira será o árbitro da partida entre Benfica e Tondela.

Tiago Leandro e Tiago Mota serão os auxiliares, com Miguel Nogueira no lugar de quatro árbitro. Na Cidade do Futebol, a cargo do videoárbitro estará Vasco Santos, auxiliado por Bruno Rodrigues.

O Tondela, 13.º classificado, com 12 pontos, vai ao Estádio do Luz, pelas 19:00 de sexta-feira, enfrentar o Benfica, terceiro na tabela, com 28 pontos, em jogo a contar para a 13.ª jornada da I Liga de futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.