No final do Sporting-Portimonense, António Folha recordou, com algum saudosismo, os 30 anos após a conquista do Mundial de sub-20 por parte de Portugal, em Riade, na Arábia Saudita. O agora treinador do conjunto algarvio fazia parte do grupo comandado por Carlos Queiroz que deu o primeiro título internacional a Portugal.

"Não se diz que é 30 anos, está a chamar-me velhinho", começou por responder António Folha, em tom de brincadeira, dirigindo-se ao jornalista que levantou a questão na conferência de imprensa após o jogo em Alvalade.

"Foi um marco histórico para Portugal, e acho que também um pouco o ponto de viragem no acreditar nos jovens talentos. Na altura quase que obrigámos os treinadores a olhar mais para nós. Queríamos muito o nosso espaço, e conseguimos. Essa equipa fez muito, foi um virar de página na história do futebol português. Fomos tão pobrezinhos para lá, e hoje já somos muito ricos", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.