António Oliveira, antigo selecionador nacional considera que a translação de Eusébio para o panteão nacional é de inteira justiça.

"Eusébio foi realmente um jogador ímpar e acredito que seria o único lugar em que Eusébio poderia ser depositado. Eusébio era muito mais que um jogador de futebol, é um conjunto de coisas que nos gostávamos de ser.

António Oliveira acrescentou que o "panteão fica muito mais rico" com a presença do "King".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.