O encontro entre União de Leiria-FC Porto, que fechou terça-feira a terceira jornada da Liga de futebol, esteve interrompido durante cerca de 15 minutos devido a “uma falha instantânea da corrente da EDP”.

De acordo com uma fonte da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), «a falha de luz no Municipal da Marinha Grande deveu-se a um pico e falha instantânea da corrente da EDP, não com qualquer problema do sistema do estádio».

«A iluminação dos campos de treino adjacentes também foi abaixo, estando instaladas em fases diferentes. O sistema com o gerador alternativo entrou em operação, como planeado», explicou ainda à Lusa a mesma fonte da LPFP.

Ainda de acordo com o organismo que organiza a competição, segunda-feira foi «feita na Marinha Grande sessão de testes em potência máxima e testou-se o gerador alternativo, que foi usado com sucesso» na noite de terça-feira.

A falha de luz no Estádio da Marinha Grande aconteceu cerca dos 57 minutos, com o encontro a ser retomado cerca de um quarto de hora depois.

Na altura da interrupção, os campeões nacionais venciam por 2-1 e tinha chegado ao intervalo com dois tentos de vantagem, materializada pelo colombiano James Rodriguez, aos 28 minutos, e o brasileiro Kléber, aos 36.

Na segunda parte, mais precisamente aos 51 minutos, André Almeida reduziu, na sequência de um canto, através de um remate em que a bola tabelou em Maicon.

Depois do reatamento, James Rodriguez e Kléber chegaram ao “bis” e Silvestre Varela também marcou, para os portistas, tal como o brasileiro Diego Gaúcho, para os anfitriões.

O FC Porto venceu por 5-2 e isolou-se na liderança da Liga portuguesa de futebol, com o pleno de nove pontos, contra sete de Benfica e Sporting de Braga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.