“Eleição dos Corpos Sociais” e “formalização de uma SAD” são os pontos da Ordem de trabalhos de duas Assembleias Gerais convocadas pela Mesa da AG do clube da Figueira da Foz.

Aprégio dos Santos confirmou à Lusa que a lista que irá a sufrágio apresentada pela Comissão Directiva será por si liderada, tendo como objectivo prioritário a constituição e formalização de uma Sociedade Anónima Desportiva (SAD).

“A Naval não pode continuar a viver de boas vontades. Somos um clube profissional e, como tal, temos de lhe dar o estatuto de empresa desportiva, dotá-la de uma gestão empresarial”, explicou Aprígio dos Santos.

O dirigente do clube figueirense, que se encontra na liderança do clube desde 1992 e levou o clube da III divisão à Liga principal de futebol, adiantou que, “caso seja necessário”, será aberto o “investimento na SAD a capital estrangeiro”.

O clube da Figueira da Foz vive sob a gestão de uma Comissão Directiva com funções de gestão desde Abril de 2008.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.