O brasileiro Carlos Mozer vai deixar o clube da Figueira da Foz, disse à agência Lusa o presidente da Naval SAD, Aprígio Santos.

O ex-internacional brasileiro e antigo jogador do Benfica e dos franceses do Marselha não vai continuar na liderança técnica do clube da Figueira da Foz,que desceu esta época à Liga de Honra, bem como os seus adjuntos Eduardo Oliveira e Fernando Mira.

«Foi mau de mais o que se passou na temporada passada», disse o dirigente navalista, justificando: «Vamos ter de fazer um corte radical com o passado, fechamos um ciclo e abrimos outro».

Quanto à sucessão de Mozer, revelou que tem três nomes em equação, «técnicos que reúnem o perfil delineado, adiantando pretender estar em condições de anunciar o novo técnico» na próxima.

Em relação à próxima época, Aprigio Santos afirmou que «o processo de inscrição da equipa na Liga de Honra está concluído e entregue com os pressupostos exigidos».

«Espero que aqueles que não têm feito outra coisa do que denegrir o nome da Naval registem o facto e não deixem agora de vir anunciar quem são os incumpridores», disse.

Aprígio Santos quis tranquilizar os adeptos da Naval, afirmando: «Estamos a trabalhar com calma. A passagem da Liga para a Liga de Honra foi complicada, obriga-nos a ter de elaborar um novo quadro financeiro sem cometer loucuras».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.