Os árbitros Luís Ferreira e Vítor Ferreira vão avançar com uma queixa-crime contra José Marinho, elemento da comunicação do Benfica, que esta segunda-feira denunciou a estrutura daquilo que apelida de "Novo Apito Dourado", 'teia' de personalidades ligadas ao FC Porto que terão como objetivo condicionar as arbitragens.

A notícia é avançada pela SIC Notícias, que refere ambos os juízes já pediram apoio jurídico à Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF).

Os dois árbitros foram visados no programa 'Chama Imensa', da BTV, como afilhados de Monteiro da Silva, vice-presidente do Conselho de Arbitragem da AF Braga, que também foi visado pelo Benfica.

"Monteiro da Silva é padrinho de dois árbitros de Braga. Luís Ferreira é um deles. Luís Ferreira não desceu por décimas enquanto Jorge Ferreira desceu no seu lugar. Jorge Ferreira é um árbitro de que o FC Porto não gosta”, acusou José Marinho.

"Era importante que Luís Ferreira permanecesse na 1.ª categoria. Foi o árbitro do Benfica-Boavista da época passada. Este árbitro é um dos poucos que se deixa influenciar por este novo Apito Dourado", acrescentou.

Também a AF Braga anunciou esta terça-feira a intenção de apresentar uma queixa-crime contra os 'encarnados'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.