O Arouca vai recorrer da suspensão de seis meses imposta pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ao seu diretor desportivo, Joel Pinho, que também foi multado em quase quatro mil euros.

Em comunicado divulgado na terça-feira, o órgão disciplinar anunciou a punição de Joel Pinho, por lesão da honra e da reputação dos órgãos da estrutura desportiva. Os factos remontam a 22 de fevereiro de 2015, e ocorreram no jogo Arouca-Rio Ave, da 22.ª jornada da I Liga da época passada.

Em declarações à Lusa, fonte da direção do Arouca esclarece que o clube vai recorrer da decisão, "porque se sente injustiçado pelos factos que levaram à instauração do processo disciplinar".

"Houve uma falta sobre um jogador do Arouca e um elemento da equipa técnica falou mais exaltado. O auxiliar indicou o Joel Pinho como o responsável, mas foi o fisioterapeuta Diogo que falou", disse elemento da direção.

A mesma fonte conta que Diogo terá prestado declarações sobre o processo, tendo feito uma nota de culpa, assumindo a autoria das palavras proferidas. O Conselho de Disciplina da FPF multou o fisioterapeuta, mas manteve aberto o processo que agora culmina na condenação do diretor desportivo.

A reação formal do Arouca será entregue nos órgãos competentes nos próximos dias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.