O guarda-redes Artur acabou por ser o herói na noite em que o Benfica ergueu a Supertaça 2014, ao defender três grandes penalidades. Mas no decorrer do encontro, o brasileiro cometeu alguns erros que poderiam ter sido comprometedores.

"Não transmite ao conjunto aquilo que é extremamente importante: a confiança de um guarda-redes para a equipa. No relacionamento com o jogo e na leitura do mesmo, tem dificuldades. Já não é a primeira que o Artur tenta desembaraçar-se de jogadores que lhe colocam pressão. Parece que tem um bloqueio e passa a ser um jogador de campo numa zona proibida. Tem de trabalhar bastante, melhorar na sua leitura daquilo que a é opção do momento no jogo para não dar esta imagem de fragilidade perante situações que terão de ter outra solução. Artur tem estado aquém daquilo que se pretende e se exige para um guarda-redes do Benfica", disse António Simões numa entrevista à Antena 1.

A antiga glória do Benfica prefere que os encarnados devem avançar para a contratação de um novo guarda-redes.

"O jogo de ontem demonstrou que Artur é um guarda-redes de qualidade mas tem sido infeliz. A sua imagem perante a equipa e adeptos não inspira grande confiança. Ontem contribui para que o Benfica tivesse vencido o Rio Ave mas um guarda-redes não se pode avaliar porque tem uma apetência uma situação específica como é o caso das grandes penalidades. Julgo que o Benfica necessita de mais um guarda-redes. Não basta ter um, não basta ter dois, por vezes é preciso ter três", referiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.