A Associação de Jornalistas de Desporto (CNID) reagiu esta tarde ao facto de o Benfica ter impedido um jornalista do 'Jornal de Notícias' de entrar no Estádio da Luz.
Através de um comunicado, o CNID reprovou a decisão dos encarnados e afirmou que o mesmo cometeu uma ilegalidade.
Também o Sindicato dos Jornalistas já se mostrou contra o Benfica e apresentou queixa.
Leia o comunicado na íntegra:
"A Direcção do CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto tomou conhecimento de que o S. L. Benfica impediu o acesso do jornalista do Jornal de Noticias, à tribuna de imprensa no jogo S. L. Benfica – Portimonense SC, realizado ontem dia 30 de Outubro no Estádio da Luz. O jornalista ficou assim impedido de cumprir a sua missão, que é a de informar devidamente sobre um jogo importante da liga profissional de futebol.
O S. L. Benfica sabe que cometeu uma ilegalidade seja qual for o pretexto invocado. O direito à informação é irrevogável e um grande clube com o S.L. Benfica não se deve ver envolvido em situações reprováveis a todos os níveis.
O CNID espera que o S.L. Benfica volte rapidamente a agir na legalidade, como é de bom tom numa instituição com tantos pergaminhos. E espera que a Liga de Futebol aja de forma a prevenir situações como esta, porque causam um dano indelével à sua imagem e não se passam em competições com elevado nível de organização.
O CNID está obviamente sempre solidário com todos os jornalistas que procuram desempenhar a sua actividade sob os princípios deontológicos que regem a profissão.
P’ela Direcção
Manuel Queiroz
Presidente do CNID"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.