Os aveirenses começaram melhor o encontro, marcando um golo cedo, por Leandro Tatu aos 16 minutos, mas no segundo tempo o Vitória de Guimarães conseguiu a reviravolta em dois minutos, por Edgar (69) e Pereirinha (71).

Após estar a jogar contra 10, o Beira-Mar conseguiu voltar a colocar-se em vantagem, com Wilson Eduardo a bisar, aos 84 e 88 minutos, para fazer o 3-2 que valeu os três pontos à formação “aurinegra”.

A equipa de Leonardo Jardim criou a primeira situação de perigo junto da baliza de Nilson aos 10 minutos, com um remate de longe do médio Djamal que passou muito próximo da trave.

O golo dos aveirenses surgiu aos 16 minutos, por intermédio de Leandro Tatu, na sequência de um livre apontado na esquerda, com o brasileiro a ter apenas que encostar, face às facilidades da defensiva vimaranense.

O Vitória de Guimarães teve dificuldades para chegar com perigo à baliza adversária no primeiro tempo, excepção feita aos remates de Edgar, que foi o mais irrequieto na procura do empate.

Manuel Machado mexeu na equipa no segundo tempo, colocando Faouzi no lugar de Cléber, e o Vitória de Guimarães ganhou velocidade e tornou-se mais perigoso no ataque.

Aos 69 minutos, uma confusão na área do Beira-Mar resultou no primeiro golo dos forasteiros, com a bola a sobrar para Edgar, que não desperdiçou e igualou a partida.

Três minutos depois foi a vez do recém-entrado no jogo Pereirinha fazer o segundo golo dos vimaranenses, num lance em que o guardião do Beira-Mar fez uma defesa incompleta e permitiu ao médio recargar para o fundo da baliza.

Mas o Beira-Mar conseguiu a segunda reviravolta no resultado 84 e 88 minutos, com Wilson Eduardo em destaque, a bisar em lances de transição rápida, que valeram os três pontos para a equipa de Aveiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.