Rodrigo Battaglia, médio do Sporting, admitiu terça-feira em entrevista à rádio Club, da Argentina, o desejo de voltar a representar, um dia, o Huracán, clube onde concluiu a sua formação e se estreou como futebolista profissional.

"Gosto muito do nível que há em Portugal, mas gostava de voltar ao Huracán e desfrutar do futebol argentino, algo que não consegui fazer antes", referiu o médio internacional argentino, que chegou a terras portuguesas em 2013, pela mão do Sp.Braga, quando tinha então apenas 21 anos.

Battaglia sublinhou que nada se compara ao ambiente que se vive no futebol argentino. "O ambiente do futebol argentino é único, nunca vi nada igual. Aqui as claques são boas, mas nada se compara com as nossa", frisou.

Ainda assim, o médio defensivo de 28 anos deixou vários elogios a Portugal, onde para além de Braga e Sporting também vestiu já as camisolas de Moreirense e Chaves. "É um país incrível. Estou cá há oito anos e as pessoas são muito amáveis. É um paraíso e ainda tenho muitos locais por conhecer. Quando os portugueses se queixam, eu digo-lhes: ‘vem comigo à Argentina e vais ver’. É um país tranquilo, seguro e lindíssimo", salientou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.