Empatado na liderança com o "teimoso" Sporting de Braga, que tem ombreado com a excelente época das "águias", o Benfica pode conquistar uma vantagem, mesmo que provisória, que testará a resistência psicológica do rival do Minho e também a do tetracampeão FC Porto, a seis pontos.

Com efeito, o Sporting de Braga tem colocado persistentemente pressão na equipa de Jorge Jesus, que, invariavelmente, responde com resultado idêntico, não permitindo ao conjunto de Domingos Paciência descolar: agora, a situação inverte-se, num novo exame de resistência psicológica à equipa sensação do campeonato.

O pretexto da antecipação é o pouco tempo que medeia entre os dois jogos "encarnados" nos 16 avos de final da Liga Europa, com uma visita a Berlim para defrontar o Hertha (18 de Fevereiro) e a recepção aos alemães apenas cinco dias depois (23), pelo que o jogo com o Leiria, pelo meio, era contraproducente para três jogos tão importantes.

Para quarta-feira, o Benfica não pode contar com Carlos Martins, depois dos dois decisivos golos no triunfo (3-1) frente ao Vitória de Guimarães, desafio no qual foi expulso, por acumulação de cartões amarelos.

Em seu lugar vai jogar o "titular" Ramires, o internacional brasileiro que já deve estar recuperado de uma mialgia na coxa direita.

A União de Leiria está determinada a mostrar o porquê da quinta posição, com 26 pontos, a apenas um do Sporting: depois de perder 3-2 no Dragão frente ao FC Porto, venceu 2-0 o Rio Ave, em Vila do Conde, e em casa a Olhanense.

O defesa lateral esquerdo Ronny viu o quinto amarelo frente aos algarvios e vai falhar a visita à Luz, pois vai cumprir um jogo de castigo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.