Benfica goleou, esta terça-feira, o Boavista por 5-1, em partida da 19.ª jornada da I Liga.

No último encontro antes do dérbi, o Benfica tentava manter a vantagem frente aos leões antes da deslocação a Alvalade.

Com o Benfica na máxima força, Bruno Lage fez alinhar os habituais titulares. Já no Boavista, na equipa orientada de forma interina por Jorge Couto e Alfredo destaque para a estreia do reforço de inverno, Perdigão.

Saltamos imediatamente para o minuto 7 da partida. Um lance que acabou por mexer com o desenrolar da partida e que depois fez recordar uma das máximas do futebol: Quem não marca, sofre. Gabriel perdeu a bola em zona proibida e Tahar só com Vlachodimos pela frente, fez o mais difícil: Atirou ao poste.

Os axadrezados foram quase que imediatamente punidos pelo falhanço. João Félix de cabeça, após passe de Pizzi, colocou o Benfica na frente, naquele que foi o 5.º golo no campeonato do menino prodígio das águias.

Depois de um arranque de parada e resposta, o Benfica chamou para si o comando da partida. Com os homens do miolo axadrezado sem capacidade para ligar o seu jogo, o Boavista sofreu a bom sofrer até ao final da primeira parte. Só um homem entre os postes impediu a goleada ainda durante o primeiro tempo: Helton Leite.

Foi o guardião do Boavista que negou o segundo da partida, numa 'mancha' aos pés de Seferovic (21´) depois de um passe delicioso de João Félix. Sem poder de fogo, - Já não marcavam há três jogos, os axadrezados deixaram-se encostar às cordas.

Pouco depois foi Rúben Dias a cabecear ao ferro, depois de um cruzamento de Pizzi. Adivinhava-se novo golo que acabou por surgiu ao minuto 28´. Passe de Rafa a lançar Seferovic. Hélton Leite ainda tentou afastar, mas Pizzi com a baliza aberta fez o segundo.

O domínio encarnado era avassalador, mas não estava espelhado no marcador. E menos ficou quando o Boavista conseguiu reduzir em cima do intervalo. Depois de um pontapé de canto, Rúben Dias desviou a bola com as costas, esta sobrou para Talocha que disparou para o fundo da baliza.

No segundo tempo, apesar do bom arranque do Boavista, foi o Benfica que voltou aos golos logo a abrir e praticamente embolsou os três pontos. Novo lance de João Félix que rasgou pelo flanco direito, com o extremo a cruzar para o segundo poste onde surgiu Seferovic a finalizar.

Com o Boavista a denotar claras fragilidades e com baixo índice de confiança, dada a posição complicada na tabela (18º lugar), os encarnados chegaram mesmo à goleada. Pizzi disparou de fora da área, Helton Leite não susteve o remate e Seferovic bisou na recarga.

A cinco minutos do fim, teve lugar o momento do jogo. Gedson (entrou na segunda parte), tirou dois adversários da frente, deixou em Grimaldo que num bomba coroou uma excelente exibição no estádio da Luz.

Em cima do minuto 90, o Boavista ainda teve à sua disposição uma grande penalidade. Mateus bateu para o lado direito de Vlachodimos, mas o guardião do Benfica, com uma excelente estirada evitou o golo.

Exibição bem conseguida do Benfica, antes do dérbi com o Sporting no próximo fim de semana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.