Provisoriamente com mais três pontos do que o Sporting de Braga e nove em relação ao FC Porto, o “onze” de Jorge Jesus volta a jogar primeiro, no reduto da equipa à qual infligiu a maior goleada da temporada (8-1, na Luz).

Depois do empate a dois em Olhão, a 12 de Dezembro, o Benfica soma cinco triunfos consecutivos (FC Porto, Vitória de Guimarães e União de Leiria em casa e Marítimo e Rio Ave fora), com 13 golos marcados e apenas um sofrido, e é claramente favorito a conquistar uma sexta.

Se vencer, a formação “encarnada” ficará, à condição, seis pontos à frente dos “arsenalistas” e uma dúzia sobre os tetracampeões, que terão, depois, de responder, em jogos de grau de dificuldade também aparentemente pouco elevado.

No fecho da ronda, segunda-feira, o Sporting de Braga, com Vandinho suspenso até quase final da época e Mossoró a cumprir o segundo de três jogos de suspensão, desloca-se ao reduto do “lanterna vermelha” Belenenses.

Após o adeus à Taça de Portugal, na “lotaria” das grandes penalidades, face ao Rio Ave, os comandados de Domingos Paciência, que já havia caído da Liga Europa e da Taça da Liga, só têm o campeonato, prova em que apenas perderam uma vez (0-1 em Guimarães, à 10.ª ronda).

O conjunto minhoto vai tentar o sexto triunfo como visitante, frente a uma formação do Restelo que só conta uma vitória (2-0 à Naval 1.º de Maio, à segunda jornada, a 24 de Agosto), mas, por exemplo, já empatou no Dragão (1-1).

A exemplo do Sporting de Braga, o anfitrião FC Porto também é claramente face ao conjunto da Figueira da Foz, domingo, após os expressivos triunfos no reduto do Nacional (4-0, na última ronda) e frente ao Sporting (5-2, para a Taça da Liga).

Em casa, os “dragões” já perderam quatro pontos (1-1 com o Belenenses e com o Paços de Ferreira), mas o conjunto de Augusto Inácio não é especialista a jogar fora: um triunfo, na visita ao Marítimo (2-1, com “bis” de Kerrouche, à sexta ronda), dois empates e seis derrotas.

Nos outros encontros da ronda, o Sporting, fora da luta pelo título e mesmo do segundo posto, que pode dar acesso à Liga dos Campeões (segue a 18 pontos do Benfica e 15 do Sporting de Braga), recebe sábado a Académica, à procura de colocar um ponto final em nova crise de resultados.

Após uma aparente retoma, com seis triunfos consecutivos - misturando todas as competições -, o “onze” de Carlos Carvalhal “despediu-se” do campeonato em Braga (0-1) e terça-feira foi “varrido” da Taça de Portugal, após uma humilhante derrota, com muito pobre exibição, no Dragão (2-5).

Desta forma, e a nove pontos do FC Porto, resta ao Sporting, que pode estrear Pedro Mendes, defender o quarto lugar, frente a uma Académica que ainda procura o primeiro triunfo fora, mas “cresceu” com a chegada do treinador André Villas-Boas, que os “leões” quiseram levar para Alvalade para substituir Paulo Bento.

Além do FC Porto-Naval 1.º de Maio, a ronda 18 tem mais quatro jogos marcados para domingo, merecendo destaque a recepção do Marítimo à União de Leiria, duas equipas que lutam pela Europa.

Programa da 18.ª jornada:

Sábado, 06 fev:

Sporting - Académica, 19:15 (SportTV).

Vitória de Setúbal - Benfica, 21:15 (RTP).

Domingo, 07 fev:

Olhanense - Nacional, 15:00.

Marítimo - União de Leiria, 16:00.

Rio Ave - Leixões, 16:00.

Vitória de Guimarães - Paços de Ferreira, 18:00 (SportTV).

FC Porto - Naval 1.º de Maio, 20:15 (SportTV).

Segunda feira, 08 fev:

Belenenses - Sporting de Braga, 20:15 (SportTV).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.