O FC Porto contabiliza mais seis vitórias do que o Benfica no histórico dos 229 confrontos futebolísticos entre os dois conjuntos, precisamente a vantagem que ostenta da segunda década do Século XXI.

Desde 2010/11, os ‘dragões’ somam 11 triunfos, contra cinco dos ‘encarnados’, diferença que lhes confere a liderança do confronto direto, com 92 vitórias, face às 86 dos ‘encarnados’, num duelo ainda com 61 igualdades.

Os ‘azuis e brancos’ estão invictos nos últimos seis jogos, face ao triunfo por 1-0 na 30.ª jornada da I Liga em 2017/2018 e aos dois ‘nulos’, primeiro na 13.ª da época passada no Dragão e segundo, na 30.ª jornada da I Liga 2014/15. Somam-se ainda dois triunfos de 2015/16 e ao empate a um nos dois clássicos da temporada 2016/2017.

Na época passada o Benfica recebeu o FC Porto na Luz, numa altura em que tinha recuperado a liderança, depois de duas derrotas seguidas do FC Porto em jogos fora de casa. Os 'encarnados' passaram de cinco pontos de desvantagem para uma liderança por um ponto mas um golo de Herrera aos 90 minutos 'desatou o nó' no 'clássico' e atirou o FC Porto para a frente, com dois pontos. Até ao final, os 'dragões' de Conceição não vacilaram e evitaram assim que o Benfica chegasse ao tão sonhado pentacampeonato, estatuto que ostentado apenas pelo FC Porto em Portugal.

Antes, no jogo da primeira volta, tinha-se registado um empate a zero bolas, no dia 01 de dezembro de 2017, no Dragão, na 13.ª ronda.

A 06 de novembro de 2016, no Estádio do Dragão, em encontro da 10.ª ronda da época 2016/2017, o FC Porto adiantou-se, por Diogo Jota, aos 50 minutos, mas, já nos descontos, aos 90+2, o central Lisandro López restabeleceu a igualdade. No jogo na Luz dessa mesma época, disputada a 1 de abril de 2017, Jonas colocou os ´encarnados` em vantagem mas Maxi ´traiu`a antiga equipa e empatou para os azuis-e-brancos, naquele era o quarto jogo dos portistas sem perder com o Benfica.

Na temporada 2015/2016 o Dragão fez o pleno, com vitórias por 1-0 (em casa) e 2-1 (fora), nos dois encontros a contar para o campeonato. O médio André André, com um golo aos 86 minutos, selou o triunfo no Porto e, na Luz, o mexicano Herrera e o camaronês Aboubakar, entretanto emprestado ao Besiktas, deram a volta ao tento inaugural do grego Mitroglou.

Na época 2014/15, o FC Porto não perdeu o derradeiro jogo com o Benfica, na Luz, para a 30.ª ronda da I Liga, num resultado que, porém, reforçou a liderança dos ‘encarnados’ – mais três pontos, a quatro jornadas do final.

O conjunto então comandado por Jorge Jesus ficou ainda com vantagem no confronto direto, já que, na primeira volta, tinha vencido por 2-0 no Dragão, com um ‘bis’ do brasileiro Lima, que marcou aos 36 e 56 minutos.

O sucessor de César Brito (1990/91) e Nuno Gomes (2005/2006), que também marcaram dois golos cada em anteriores triunfos por 2-0 no Porto, selou a que é ainda a última vitória do Benfica sobre os ‘dragões’, a 14 de dezembro de 2014.

No total de um clássico que se joga há mais de 86 anos, desde o 3-0 para o Benfica, no Campo do Arnado, a 28 de junho de 1931, o FC Porto soma mais seis vitórias, mas as ‘águias’ já lideraram confortavelmente.

Entre jogos da I Liga, Taça de Portugal, Taça da Liga, Supertaça e Campeonato de Portugal, o Benfica já somou mais 17 triunfos (61-44) e 71 golos (275-205), mas, após 1983/84, a tendência inverteu-se, com mais 23 vitórias portistas.

Neste período, os ‘dragões’ também marcaram mais 39 golos, sendo que, neste capítulo, ainda é o Benfica a comandar, e por uma margem clara (375 contra 343), tendo no ‘rei’ Eusébio o melhor marcador, com 25.

A vantagem global do FC Porto assenta nos jogos realizados em casa, onde triunfou em 66 das 111 receções ao Benfica (59,5 por cento de vitórias), cedendo apenas 28 igualdades e 17 desaires, com 225 golos marcados e 116 sofridos.

Em termos de I Liga, os ‘azuis e brancos’ somam já mais 11 triunfos (66 contra 55), sendo que dominam de forma ainda mais clara na Supertaça (13-5) e tangencialmente no ‘extinto’ Campeonato de Portugal (4-3).

Por seu lado, o Benfica reina de forma vincada na Taça de Portugal, com 21 vitórias e apenas nove desaires (74-41 em golos), muito por culpa das finais - ganhou oito das nove disputadas, uma delas em pleno Estádio das Antas.

Quanto à ‘jovem’ Taça da Liga, os ‘encarnados’ também têm vantagem, já que venceram dois embates, incluindo o 3-0 na final de 2009/2010, e empataram um.

O clássico entre o Benfica e o FC Porto, da 7.ª ronda da I Liga, está marcado para às 17h30 deste domingo, no Estádio da Luz. Os 'dragões' chegam a este jogo no segundo posto com 15 pontos, mais um que os 'encarnados', numa prova liderada pelo SC Braga com 16 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.