O Benfica sofreu a primeira derrota na Liga, ao perder este domingo frente ao SC Braga por 2-1. Os "encarnados" até entraram bem no jogo, com Talisca a inaugurar o marcador logo aos três minutos mas os minhotos deram a volta ao jogo. Jesus fez apenas uma mexida no encontro, lançando Jonas para o lugar de Samaris, ficando o Benfica a jogar com Talisca e Enzo Perez no meio-campo. Demasiado curto para um jogo tão importante e difícil como são sempre as deslocações à Pedreira.

Daúto Faquirá, treinador de futebol, analisou para o SAPO Desporto as opções de Jorge Jesus em Braga. O ex-técnico do Olhanense, Estrela da Amadora e 1.º de Agosto de Angola, sublinha que o Benfica não tem as soluções que já teve no passado e isso influencia muito na tomada de decisão do treinador.

"Se calhar Benfica não está ao nível do mostrou no ano passado. Sobre as mexidas, Jesus tinha Jara, Pizzi e Jonas como opções atacantes. Mas Pizzi tem tido pouca utilização e não me parece também que Jesus conte com Jara, um jogador que já esteve outros anos no Benfica e não ficou. De alguma forma, isso pode pesar nos receios de Jesus. As opções que tomou não foram na direção dos seus objetivos. Queria conferir maior propensão ofensiva mas acabou por não surtir efeito até porque o Braga foi muito forte. Em Braga é sempre difícil para o Benfica, que pode ter acusado o desgaste do jogo com o Mónaco. No banco as opções escasseiam", disse Daúto Faquirá, em entrevista telefónica para o SAPO Desporto.

Para o antigo treinador do Olhanense, o Benfica não está preparado para lutar por todas as provas como fez no ano passado, em que venceu todas as competições internas e chegou a final da Liga Europa.

"O Benfica não tem plantel que lhe permite lutar em todas as frentes. No último ano tinha outras opções mas este Benfica é de consumo interno. O plantel chega para lutar pelas provas nacionais até ao fim. Em função do plantel que tem, isso vai provocar imenso desgaste, como foi o caso deste jogo com o Braga. Por ter jogado a meio da semana e por o Braga ser um adversário difícil, e também por outras contrariedades, com jogadores lesionados, isso vai sobrecarregar os jogadores mais influentes", vaticina Faquirá, para quem as "águias" terão de ir ao mercado de inverno caso Enzo Perez deixe o clube.

"Se Enzo sair, o Benfica tem de ir ao mercado. Mas se ficar, com os regressos de Fejsa e Rúben Amorim, o Benfica não terá necessidade de reforços. Mas também o Enzo não tem estado ao nível do que já apresentou, teve pouco tempo de férias mas também acredito que esteja apenas a passar por uma fase menos boa", notou Faquirá.

Apesar da derrota em Braga, o Benfica lidera a I Liga com 19 pontos, mais um que o FC Porto e mais dois que o Vitória de Guimarães. Na Liga dos Campeões, a equipa "encarnada" soma um ponto em três jogos e tem o apuramento para os "oitavos" em risco.

Veja o resumo do jogo!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.