O Benfica anunciou hoje que a sua SAD, o presidente Luís Filipe Vieira e os outros quatro administradores pedem um total de 132 milhões de euros de indemnização a três empresas de comunicação social, três jornais, três directores e seis jornalistas.

Em comunicado divulgado no sítio oficial do clube na Internet, os “encarnados” anunciam ter interposto «nas varas cíveis da comarca de Lisboa acções declarativas de condenação contra a Presselivre – imprensa livre, S.A., Edisport – Sociedade de publicações, S.A. e Global Notícias, Publicações, S.A., na qualidade de proprietárias, respectivamente, dos jornais ‘Correio da Manhã’, ‘Record’ e ‘Jornal de Notícias’».

«Em causa estão as notícias publicadas nas edições destes jornais entre 26 e 30 de Maio, pretendendo levantar suspeições graves sobre a SAD, o seu Presidente e Administradores no que concerne à transferência de jogadores», explica a SAD dos “encarnados”.

A 26 de Maio, alguns jornais deram conta de que a Polícia Judiciária tinha realizado buscas às instalações “encarnadas”, tendo noticiado que, além de Júlio César, facto admitido pelo Benfica, também a transferência do guarda-redes espanhol Roberto, adquirido ao Atlético de Madrid por 8,5 milhões de euros, foi alvo da investigação, o que foi então negado pela SAD benfiquista.

Nos processos judiciais agora interpostos a SAD do Benfica reclama o ressarcimento de danos não patrimoniais sofridos que estima em 30 milhões de euros por cada órgão de comunicação e por danos patrimoniais a liquidar em execução de sentença, enquanto Luís Filipe Vieira exige, em acções próprias, 10 milhões de euros a cada título, por danos morais.

A SAD do Benfica refere ainda que cada um dos administradores, também em ações próprias, pede um milhão de euros de indemnização por danos morais.

A agência Lusa contactou os três órgãos de comunicação social, mas nenhum responsável esteve disponível para comentar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.