O Benfica acredita haver indícios de uma ligação de Rui Pinto ao acesso ilegal da correspondência privada encarnada e a divulgação dos mesmos por parte de elementos do FC Porto e por isso apresentaram um requerimento ao Departamento de Investigação e Ação Penal a pedir o alargamento do mandato de detenção europeu do pirata informático.

Segundo escreve esta quarta-feira o jornal Correio da Manhã, o Benfica apresentou um requerimento ao DIAP a pedir o alargamento do mandato de detenção europeu do pirata informático referindo que há suspeitas de que foi Rui Pinto a entrar nos servidores do clube da Luz, frisando depois que foi o FC Porto a divulgar a correspondência roubada.

Para sustentar esta posição, a SAD do Benfica apresentou estas considerações com um despacho do Ministério Público em que é referido que a divulgação foi lesiva da dignidade da pessoa coletiva.

"Existe um fio condutor e uma conexão entre todos os factos denunciados, não obstante existirem dois momentos e resoluções distintas - num primeiro momento temos o eventual acesso, por desconhecidos, sem autorização ao sistema informático do Benfica e recolha, também não autorizada de mensagens de correio electrónico (...) num segundo momento, após entrega dos documentos recolhidos através do referido acesso ilegítimo existe a divulgação por Francisco J. Marques (...) lesiva da dignidade da pessoa coletiva", escreveu a procuradora no despacho divulgado pelo referido diário.

Ainda no referido despacho, a SAD do Benfica pediu ao DIAP para poder consultar o processo, de forma a poder agir contra Rui Pinto e o FC Porto, caso se prove a relação entre ambos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.