De acordo com o vice-presidente do Benfica Alcino António esta iniciativa ajudará "a restaurar o espólio" dos "encarnados" e permitirá "abrir a toda a sociedade portuguesa a história" do clube.

O dirigente lembrou a promessa da criação de um museu do Benfica, referindo que este "será um facto consumado" no actual mandato da direcção do clube presidida por Luís Filipe Vieira.

Na breve cerimónia, que hoje teve lugar no estádio da Luz, estiveram também presentes o presidente dos "encarnados", que formalizou a assinatura do protocolo, e responsáveis do Instituto de Tomar.

Luís Merca Fernandes, presidente do instituto, referiu ser uma "honra" fazer um protocolo com o Benfica e lembrou que a escola de Tomar é uma referência no que diz respeito "à conservação e ao restauro".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.