O Benfica reassumiu hoje o comando do histórico dos confrontos na casa do Sporting para a I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em Alvalade por 2-0, para a 30.ª jornada da edição 2021/22.

O uruguaio Darwin Núñez, aos 14 minutos, e o suplente Gil Dias, aos 90+2, selaram o triunfo dos ‘encarnados’, que somaram a 34.ª vitória, contra 33 dos ‘leões’, e passaram a totalizar 127 tentos, face aos 125 dos anfitriões.

Veja as melhores imagens do dérbi!

O triunfo caseiro (1-0) da formação ‘leonina’ em 2020/21, conseguido já nos descontos, aos 90+2 minutos, com um tento de Matheus Nunes, tinha equilibrado a balança, que, antes desse jogo pendia, como agora, para ‘águias’.

A formação ‘encarnada’ perdeu nesse encontro a possibilidade de aumentar para nove jogos a invencibilidade em Alvalade em embates do campeonato, já que não perdia desde a época 2011/12.

Depois do 1-0 selado pelo neerlandês Ricky van Wolfswinkel, aos 18 minutos, em 09 de abril de 2012, o Benfica encarrilou quatro triunfos e outros tantos empates.

As ‘águias’ ganharam por 3-1 em 2012/13, com um ‘bis’ do paraguaio Óscar Cardozo, por 1-0 em 2015/16, com um tento do grego Mitroglou, determinante para a conquista do respetivo título, por 4-2 em 2018/19, com um ‘festival’ de bom futebol, e por 2-0 em 2019/20, na noite de Rafa, que ‘bisou’.

Os restantes encontros neste ciclo acabaram empatados, a um golo em 2013/14, 2014/15 - num jogo em que o benfiquista Jardel selou a igualdade aos 90+4 minutos - e 2016/17 e a zero em 2017/18, no primeiro jogo sem golos desde 2009/10.

Com as vitórias de 2018/19 e 2019/20, o Benfica passou a comandar o histórico na casa dos ‘leões’ para o campeonato, algo que não sucedia desde 1949/50 e volta agora novamente a acontecer.

Num confronto marcado pelo equilíbrio, os jogos mais marcantes foram duas vitórias muito expressivas, uma de cada equipa: o 7-1 do Sporting em 1986/87 e 3-6 do Benfica em 1993/94.

Manuel Fernandes foi o ‘herói’ do encontro de 14 de dezembro de 1986, ao conseguir um ‘póquer’ (quatro golos), enquanto João Vieira Pinto brilhou na noite chuvosa de 14 de maio de 1994, com um ‘hat-trick’ (três) na primeira parte.

Para a história entraram também o triunfo ‘encarnado’ por 1-0, em 1999/2000, e o empate 1-1 de 2001/02, que adiaram o 17.º e 18.º títulos dos ‘leões’, que, na época passada, festejaram o '19', 19 anos depois.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.