O Boavista conquistou, pelo segundo ano consecutivo, o Torneio Capital do Móvel em futebol, após derrotar hoje o União da Madeira por 2-1, com o golo decisivo a resultar de erro defensivo, numa final disputada em Paços de Ferreira.

O central Philipe Sampaio decidiu a final da segunda edição do torneio, ao marcar, de cabeça, o golo da vitória, aos 76 minutos, num lance em que o guarda-redes Rafael Alves foi mal batido.

Este golo anulou o tento de Miguel Fidalgo, que, aos 24 minutos, igualou o encontro, com um cabeceamento certeiro, em resposta ao tento inaugural de Tengarrinha, anotado aos 17, na sequência de um livre estudado.

Num jogo repartido e sem a emoção dos restantes, as duas equipas repetiram apenas dois jogadores da primeira jornada, com as alterações a mostrarem um Boavista mais expectante e menos de posse e uma equipa insular, construída a partir de jogadores da época passada, mais rotinada e equilibrada nas suas ações.

Além dos golos, as duas formações apenas dispuseram de uma oportunidade cada, mas Pouga e Diego Galo não deram o melhor destino aos lances.

Com este resultado, o Boavista repetiu o triunfo da primeira edição, assumindo-se como totalista de um torneio em que o Freamunde foi terceiro e o Paços de Ferreira último, num jogo decidido nas grandes penalidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.