O SC Braga estabeleceu um prazo final para o Sporting liquidar a dívida relativamente a transferência de Rúben Amorim para Alvalade.

Diz o 'JN' que, em carta enviada à SAD leonina, com conhecimento à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), à secção de Licenciamento/OGL (licenciamento para provas da UEFA) e à Liga Portuguesa de Futebol Profissional, os minhotos estabeleceram como prazo final as 16h00 do dia 04 de setembro para a direção liderada por Frederico Varandas começar a pagar os 11.753.138,88 euros, mais juros vincendos até ao efetivo e integral recebimento da verba relativamente a cláusula de rescisão de Rúben Amorim.

Quase seis meses depois, o Sporting continua sem cumprir a sua parte do acordo, na mudança de Rúben Amorim para os leões, por 10 milhões de euro, mais 2,3 milhões de IVA, a cargo da SAD leonina. O Sporting devia pagar cinco milhões de euros até o dia 05 de março, dia posterior à apresentação do técnico, e mais outros cinco milhões até 05 de setembro, além de 155 mil euros de juros.

Como a SAD liderada por Varandas falhou o pagamento da primeira parcela, os 'leões' foram penalizados a pagar 10 por cento desse valor, ou seja, 1.230.00,00 euros, acrescidos do IVA (289.900,00€), diz o JN. O valor total subiu para os 14.233.132,88€, sendo que o Sporting pagou 2,5 milhões de euros referentes ao IVA do negócio, situando-se o débito em 11.753.138,88 euros, escreve o JN.

Se não pagar os restantes 11.753.138,88 euros até ao prazo estabelecido, o Sporting pode ser sancionado com artigo 91 do Regulamento Disciplinar: sanção de multa no montante igual a 15 por cento da obrigação em dívida, ou seja, mais 1.762.970,83 euros. Ou seja, o negócio Amorim pode chegar aos 16.195.109,71 euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.